CONTEÚDO ANDA

Elefanta grávida morre após ser envenenada na Indonésia

Animal pertencia a espécie de Sumatra.

AFP

Uma elefanta grávida foi encontrada sem vida em uma plantação de palma em Sumatra, na Indonésia. Autoridades locais afirmam que a principal suspeita é que a fêmea tenha sido envenenada.

O diretor de um centro de proteção animal da região disse à AFP que a elefanta tem aproximadamente 25 anos e foi morta aproximadamente no dia 22 de dezembro. Ele afirmou ainda que após uma necrópsia foi constatado que os órgãos internos do animal estavam escuros, o que reforça a suspeita de envenenamento.

AFP

Ela pertencia a espécie de Sumatra, que está criticamente em perigo de extinção, e estava gestante de 13 meses, em breve daria à luz a um bebê macho.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Moradores do local denunciam que agricultores reclamam que elefantes buscam alimento na plantações e o uso de veneno é constantemente citado. Autoridades afirmam também que na região onde a fêmea foi encontrada aproximadamente 10 elefantes foram mortos por seres humanos.

Atualmente há menos de 3.000 indivíduos da espécie que, além de ser massacrada por agricultores e aldeões, são vítimas de caçadores devido às suas valiosas presas de marfins.