Elefante isolado há quase 30 anos definha de tristeza em zoo


Desde então, ele vive isolado dos outros elefantes no Los Angeles Zoo, nos Estados Unidos.

Foto: Wikimedia Commons

Segundo ativistas, ele não recebe os cuidados adequados e não pode se exercitar no zoo e exibe há muito tempo sinais típicos de zoochosis, incluindo movimentos repetitivos e compulsivos, como andar de um lado para o outro e balançar a cabeça.

Uma árdua luta tem ocorrido para libertar Billy e transferi-lo para um santuário onde ele pode ser social, inteligente e ativo. Celebridades como Cher, Bob Barker e Lily Tomlin ofereceram US$ 1,5 milhão para cobrir as despesas da mudança, mas o zoo se recusou a libertar o elefante, informa o One Green Planet.

Após as ordens do tribunal, o zoo disse que providenciaria um novo recinto para ele, mas os visitantes informam que o novo espaço não é uma melhoria e Billy ainda está sofrendo de solidão.

Uma petição foi feita para transferi-lo para um santuário para que ele possa ao menos saborear o gosto da liberdade durante seus últimos anos de vida.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>