Ursos confinados em fazenda de bile são libertos após 12 anos de sofrimento

silvana
December 15, 2017

A bile de urso é um fluido digestivo utilizado na medicina tradicional oriental e em produtos domésticos. Por meio de ferimentos abertos, a bile é extraída de ursos confinados que sofrem de infecções constantes causadas pelo processo doloroso. Muitos morrem de complicações e, embora a prática seja ilegal no Vietnã desde 1992, tem sido difícil aplicar a proibição.

Foto: Animals Asia

Felizmente, seis ursos foram salvos da miséria de uma fazenda. Os ativistas da Animals Asia os resgatam e lhes deram nomes – os três machos são Mana, Tim e Manu e as três fêmeas são Anh Sang, Holly e Mia.

Os veterinários examinaram os ursos antes da viagem até o santuário da Animals Asia, o Vietnam Bear Rescue Center, no Tam Dao National Park.  Em seguida, eles usaram petiscos para convencer os ursos de que era seguro sair das jaulas pela primeira vez em anos.

Quando estavam nas caixas de transporte, a equipe teve que colocá-los no caminhão e fazer uma viagem de quase quatro dias para seu novo lar.

“Houve diversas paradas no caminho. Isso foi para permitir que os ursos descansassem e recebessem água, melancia, abóbora, maçãs e cenouras – provavelmente era a primeira comida nutritiva que comiam em mais de uma década”, disse Tuan Bendixsen, diretor do da Animals Asia no Vietnã, ao The Dodo.

Foto: Animals Asia

Durante a viagem, os ativistas conheceram melhor os ursos e compreenderam de quais tipos de cuidados os animais precisarão posteriormente.

Aparentemente Mana é cego, mas ele não desanima. “Ele tem desfrutado da nova alimentação a qual foi apresentado e tem brincado”, contou Bendixsen.

Mia parecia ter problemas para se alimentar, o que pode ser consequência de uma dor de dente, um problema comum em ursos-da-lua salvos de fazendas de bile.

“Os ursos resgatados de fazendas de bile geralmente possuem dentes prejudicados – muitas vezes por mastigarem as barras da jaula – que exigem cirurgia para serem corrigidos. A equipe cortou a comida de Mia em pedaços muito pequenos com a esperança de que isso a auxilie”, acrescentou.

Anh Sang estava no seu limite quando seus salvadores chegaram – ela até rugiu para eles. Enquanto ia para o santuário, ela ainda estava um pouco nervosa, mas rugiu menos e a equipe espera que, depois de algum tempo no santuário, ela se tranquilize novamente. “Logo, a confiança será construída e ela perceberá que estamos aqui para ajudar”, disse Bendixsen.

Foto: Animals Asia

O caso de Holly é devastador. Ela perdeu duas patas, uma dianteira e outra traseira (embora as patas dos ursos às vezes sejam amputadas devido ao “vinho de pata de urso”, os ativistas acreditam que os ferimentos de Holly foram causados quando ela foi capturada na natureza). O trajeto parecia estressante para ela.

Quando conseguiu espaço o suficiente, ela ainda parecia ter um espírito forte. “Ela não come enquanto os humanos estão por aí, de modo que a equipe tem sido cuidadosa em lhe oferecer alguma privacidade”, esclareceu Bendixsen.

Após um período de quarentena no santuário, todos eles conhecerão outros ursos que foram salvos de fazendas de bile. “Eles serão capazes de brincar, rolar, se molhar nas piscinas e procurar por comida ao invés de viverem confinados em pequenas jaulas”, disse Bendixsen.

Os funcionários do santuário celebraram a chegada dos novos membros. “Seis ursos foram libertados de suas jaulas na fazenda. Eles não sofrerão mais em cativeiro, mas estão a caminho de uma vida pacífica”, observou Bendixsen.

Agora, graças aos esforços constantes para impor a proibição da prática cruel, ursos como eles têm sido gradualmente resgatados das fazendas de bile em todo o país, que estão finalmente fechando.


Você viu?

Em busca de companhias,

Fonte: g1.globo.com Uma das

Pixabay Aproximadamente 50 ativistas

Grupo de guardas ambientais

Foto: Reprodução Youtube /

Reprodução/Instagram/@osindefesos Três cachorros tiveram

The Dodo Onyx e

Foto: Reprodução/GRAD A destruição

Foto: Pixabay A tradição

Notícias | Você é o repórter | Histórias felizes | De olho no planeta


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
>