Maus-tratos: homem faz cadela abandonada ingerir bebida alcoólica


Um homem, que não teve a identidade revelada, embebedou uma cadela abandonada no município de Auriflama, interior de São Paulo. Enquanto fazia a cadela, que é filhote e tem cerca de oito meses de idade, tomar o que aparenta ser whisky, ele registrava o ato em fotos que foram divulgadas por ele por meio da ferramenta ‘stories’ do Instagram.

Cadela abandonada é embebedada por homem (Foto: Reprodução / Instagram)

Usuários da rede social se revoltaram com o caso de maus-tratos. “É um absurdo que alguém faça uma atrocidade dessas com um animalzinho indefeso e ainda sinta orgulho em divulgar”, comenta um internauta.

Em uma das fotos, o homem registrou a cadela caída, sob efeito do álcool, embaixo de um carro.

A médica veterinária Vanessa Cervigni lembra que bebidas alcoólicas são prejudiciais para a saúde dos animais. “Levando em consideração, por exemplo, a diferença de tamanho do homem para um cão qualquer, a quantidade de whisky tem muito mais efeito do que para um ser humano”, diz a veterinária ao explicar que “um dos problemas mais comuns entre os cachorros, quando ingerem bebidas alcoólicas, é a chamada intoxicação alcoólica”.

Além da intoxicação, o contato do álcool com o estômago do animal, segundo Vanessa, “acaba causando também alguns outros problemas, como gastrite, úlcera, problemas renais e neurológicos, e baixa imunidade”.

Após ser resgatada, a cadela foi levada a uma clínica veterinária (Foto: Divulgação)

A presidente da Associação Protetora e Amparo Animal de Auriflama (APAA), Lourdes Brito, afirma que o caso deve ser tratado como crime, já que o ato de embebedar um animal é considerado maus-tratos. “O artigo 32 da lei 9.605 de 1998 condena o que ele fez. É preciso que as pessoas denunciem esse tipo de crime e acionem a Polícia, assim que presenciarem a situação”, diz ao portal Pô Auriflama.

Após saber da situação, a ONG foi às ruas para procurar pela cadela, que foi levada a uma clínica veterinária, onde recebeu os cuidados necessários.

“Está tudo bem com ela, mas provavelmente foi abandonada por alguém. Por isso, precisamos de padrinhos para ajudar na sua recuperação. O mais importante é encontrar um lar para que ela não passe mais por isso”, comenta Vanessa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>