CONTEÚDO ANDA

Veterinário salva a vida de cãozinho condenado à morte

O cãozinho Deebo foi levado até uma clínica para ser sacrificado. A tutora informou os veterinários que o cão de apenas 5 anos de idade estava com um tumor no...

1.362

14/11/2017 às 12:00
Por Laura Cruz, ANDA

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O cãozinho Deebo foi levado até uma clínica para ser sacrificado. A tutora informou os veterinários que o cão de apenas 5 anos de idade estava com um tumor no rosto.

Crédito: Lesslie Animal Hospital

Ele realmente tinha problemas de saúde, como doença de pele, infecções nas orelhas e vermes. Crédito: Lesslie Animal Hospital

Quando ele chegou à clínica, o Dr. Eric Setzer – dono do Lesslie Animal Hospital em Rock Hill, Carolina do Sul (EUA)- diagnosticou que ele realmente tinha problemas de saúde, como doença de pele, infecções nas orelhas e vermes.

No entanto, o que ele tinha não era um tumor no rosto, mas um abscesso. Ao perceber isso, o Dr. Setzer decidiu salvá-lo em vez de matá-lo.

Deebo foi transferido para um hospital e o veterinário contatou a ONG Carolina Big Hearts Big Barks Rescue, que concordou em arrecadar fundos para os tratamentos do cãozinho já que a antiga tutora não se dispôs a pagar.

Ele ficou no hospital por cerca de três semanas, o que lhe deu muito tempo para se aproximar do homem que o salvou.

Crédito: Lesslie Animal Hospital

Ele ficou no hospital por cerca de três semanas, o que lhe deu muito tempo para se aproximar do homem que o salvou. Crédito: Lesslie Animal Hospital

Além de Deebo, Setzer já deixou de induzir a morte de outros animais.

Em 2014, ele salvou outro cão mestiço com pit bull. A cadelinha chamada Snoop precisava amputar a perna mas o tutor não queria pagar pela cirurgia. Setzer se recusou a matá-la e acabou adotando Snoop.

Ele também resgatou a gatinha Ollie de uma situação similar a de Snoop. Ela acabou sendo adotada pela filha de Setzer.

Crédito: Lesslie Animal Hospital

Setzer ressaltou que é necessário que os tutores sejam responsáveis. Crédito: Lesslie Animal Hospital

O veterinário adora adotar os animais, mas ressalta que é necessário que os tutores sejam responsáveis.

“Se você adotar um animal, tenha certeza de que possui recursos financeiros para cuidar dele, independente do que aconteça”, disse Setzer.

Deebo permanecerá no hospital por mais algumas semanas enquanto ele se recupera. Então ele será levado para um lar temporário para aguardar uma família que queira adotá-lo.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.