CONTEÚDO ANDA

Cão explorado pela polícia recebe medalha após ser baleado

Receber uma bala que estava endereça a policiais foi considerado um ato heroico pelo Serviço de Delegados dos EUA. O cão, entretanto, não é o herói da história, mas sim a vítima.

110

22/11/2017 às 07:30
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Casper, um cão da raça pastor alemão explorado pela polícia da Flórida (EUA), ganhou uma medalha de honra por heroísmo após ter sido baleado em uma operação policial. O cachorro recebeu um tiro no quadril que teria sido endereçado aos policiais. Ele foi socorrido, passou por cirurgia e se recuperou.

O cão, tratado como herói, é na verdade uma vítima da exploração animal cometida pela polícia (Foto: @PBCountySheriff/Twitter)

O que deveria ter sido visto pelos policiais como um sinal de que envolver cães em ações da polícia é uma prática cruel e egoísta, que coloca a vida de um animal em risco em benefício humano, foi considerado um ato heroico. O cão, entretanto, não é o herói da história, mas sim a vítima.

Não há heroísmo em um cão praticar um ato para o qual ele foi induzido. Cães explorados pela polícia não se envolvem em situações de risco e se colocam à frente em tiroteios por vontade própria, mas por terem sido exaustivamente treinados para fazer isso.

Desde filhotes, os cachorros são privados de viver uma vida normal. Eles não podem realizar as atividades que têm vontade, tampouco agir de acordo com seus instintos. Pelo contrário, o que resta a eles é serem forçados a aprender, no treinamento, comandos anti-naturais para mais tarde executá-los em operações policiais, nas quais são obrigados a servir aos humanos, mesmo que isso termine com cães baleados e, muitas vezes, mortos.

Casper foi baleado no quadril durante um tiroteio (Foto: PBCountySheriff/Facebook)

A honraria foi dada ao cão pelo Serviço de Delegados dos Estados Unidos, segundo informações divulgadas pelo G1. “É como se fosse outro dos meus filhos”, disse o policial John Sylvester durante a cerimônia. Entretanto, pais não treinam seus filhos exaustivamente os impedindo de serem quem são, tampouco os colocam na linha de tiro e aceitam que eles possam ser mortos a qualquer momento.

Não há beleza na exploração animal. É inaceitável que a prática de forçar cães a trabalhar para humanos seja romantizada e que o ato de permitir que um cachorro seja exposto a risco de morte durante uma ação policial seja visto como algo a se aplaudir.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.