Empresas incentivam presença de animais no ambiente de trabalho


A presença de animais nos escritórios tem sido incentivada por algumas empresas. A prática, conhecida como pet friendly, entretanto, ainda é incomum, sendo liberada apenas em algumas startups ou fabricantes de itens para animais.

A Mars, dona das marcas Pedigree e Whiskas, permite que os colaboradores da empresa levem os animais tutelados por eles para o trabalho. Bela Clara, Boris, Feijão e Lionel Messi são alguns dos cães que costumam frequentar o escritório em Campinas, interior de São Paulo.

Letícia leva o cão Boris para a empresa em que trabalha (Foto: Marcelo Brandt / G1)

“Todo mundo aqui gosta de cachorro, então sempre que vem um cachorrinho a gente fica louco”, conta a advogada Letícia Ferreira, de 27 anos, tutora do spitz alemão Boris, de 3 anos. Ter um animal circulando pelo escritório, segundo Letícia, aumenta a socialização. “Faz a gente socializar também, com outras pessoas que a gente nem conhecia”, diz.

As visitas dos animais à empresa são feitas de forma organizada, por meio de agendamento. É permitido, desde 2012, levar três animais da mesma espécie por dia, em qualquer dia da semana.

O cuidado com os animais e com seus itens, como comedouros e vasilhas para água, é de responsabilidade dos funcionários, que também devem levar os animais para se alimentar e cuidar do descarte de sobras de alimento e fezes. No escritório há um local totalmente destinado aos animais, com brinquedos, fraldas higiênicas e alimentação.

A gerente de pesquisa de mercado Heloísa Zanella, de 39 anos, frequentemente leva ao trabalho os dois cães que tutela. Bela Clara, de 4 anos, e Lionel Messi, de 9 meses vão ao escritório juntos.

“Todo mundo vem aqui e faz um carinho. Ele roda entre as mesas, então dá aquela parada, não só do café, mas também para interagir e brincar com os cachorros”, diz Heloísa, que leva os dois para fazerem suas necessidades fora da empresa a cada duas horas. Ela lembra, entretanto, que já aconteceu dos cães fazerem xixi e cocô no escritório.

A coordenadora de inteligência de vendas Letícia Viviane, de 38 anos, adotou Feijão, um cão da raça boston terrier, há um ano e meio, quando sua irmã se mudou e os três cães tutelados por ela ficaram sob a responsabilidade de Letícia. Desde então, Feijão vai à empresa com sua nova tutora.

“Eles saíram de uma chácara para um apartamento e eu saí de uma vida sozinha para três cachorros. Foi uma adaptação para todo mundo”, lembra ela, que acredita que levar um dos cachorros para o trabalho facilitou esse processo.

Bela Clara e Lionel Messi frequentam o escritório com a tutora (Foto: Marcelo Brandt / G1)

A presença de Feijão aproxima os funcionários. “As pessoas vem brincar com ele e já aproveitam para conversar e resolver alguma coisa rapidinho”, conta Letícia ao explicar que a produtividade cai um pouco quando cães são levados para o trabalho mas, segundo ela, isso é recompensado pela interação entre os colegas e a leveza que os animais trazem para o ambiente.

O gerente de pessoas e organização da Mars Brasil, Wener Gomes, acredita que a adoção da política pet friendly tornou, inclusive, o ambiente muito mais colaborativo e reduziu o estresse e a ansiedade dos funcionários.

Além de permitir que os colaboradores levem os animais para a empresa, a Mars também permite o home office e adota a “short Friday” (sexta-feira curta, em tradução livre), liberando a equipe mais cedo às sextas-feiras. As informações são da Gazeta Web.

“Quero que as pessoas trabalhem engajadas. Dá mais resultado”, disse o presidente da unidade de produtos para animais da Mars no Brasil, Jose Carlos Rapacci. A adoção de uma política mais flexível para os funcionários fez com que a empresa subisse, segundo Rapacci, de 64º para 9º no ranking de Melhores Empresas para Trabalhar.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

BANALIZAÇÃO

CAZAQUISTÃO

DESMATAMENTO

BARBÁRIE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>