CONTEÚDO ANDA

Ameaçada de extinção, arara-azul-de-lear é resgatada na Bahia

Apesar de não ter ferimentos, foi encontrado um aumento do volume da articulação na asa direita da ave.

401

21/10/2017 às 08:00
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Uma arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) foi resgatada em uma área aberta do município de Euclides da Cunha, na Bahia. O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), foi acionado pela população local. O Cemave, então, entrou em contato com o Centro de Conservação e Manejo da Fauna da Caatinga (Cemafauna), que realizou o resgate.

A ave foi levada para um criadouro que irá reintroduzi-la na cachoeira (Foto: Adriana Alves)

A ave foi levada ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Cemafauna e submetida a exames, por meio dos quais foi possível descobrir um aumento do volume da articulação na asa direita, mas sem ferimentos.

A arara-azul-de-lear foi, então, transferida do Cetas para o criadouro científico Fazenda Cachoeira, local responsável pela conservação de espécies de aves ameaçadas de extinção, com o intuito de reintroduzi-las à natureza. As informações são do portal O Eco.

A arara-azul-de-lear, espécie endêmica da Caatinga, é encontrada apenas no nordeste da Bahia. Ameaçada de extinção, ela foi classificada pela IUCN como em perigo (Endangered). A destruição do habitat e o tráfico são as principais ameaças à arara, além da redução causada por humanos na disponibilidade de coquinhos da palmeira licuri, que lhes servem de alimento.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.