Milhares de morcegos são mortos e comercializados em sites dos EUA


Entre meados de 2000 e 2013, os Estados Unidos importaram 114.927 morcegos. Um total de 113.200 deles estava morto – são quase nove mil animais exterminados anualmente. A maioria é comercializada no eBay, no Etsy, no Facebook, no Instagram e em algumas lojas.

Morcego na Indonésia
Foto: Victor Ulijin, Flickr

A carnificina tem preocupado os ativistas. Merlin Tuttle, um especialista em morcegos do Merlin Tuttle’s Bat Conservation, alerta sobre a crueldade.

“Observei grandes perdas, principalmente devido a vários tipos de capturas extremas, especialmente nas entradas das cavernas, seja para a alimentação ou para a venda como múmias”, escreveu Tuttle em um e-mail para a reportagem da Newsweek.

Ele disse que uma caverna que costumava alojar centenas de milhares de morcegos está completamente vazia. A grande maioria dos morcegos é originária da Indonésia, a principal exportadora de animais selvagens legalmente enviados para os Estados Unidos. Os regulamentos para a exportação não requerem uma explicação de como, por que ou por quem os animais foram mortos.

A legalização dessas mortes é absurda. A frase “origem ética” aparece em muitas listagens de morcegos mortos à venda. Alguns vendedores alegam que nenhum animal foi assassinado. Tuttle observa que isso não corresponde à realidade: “Qualquer morcego que morreu naturalmente seria rapidamente destruído por formigas ou outros artrópodes ou consumido por um predador”.

Alguns produtores de frutas matam algumas das espécies de morcegos vendidas para proteger suas plantações. Tuttle esclarece que os animais mortos pelos fazendeiros são pegos por redes e se decompõem até que a rede fique cheia e caia, o que não seria adequado para mumificação e o comércio no eBay.

Aqueles que afirmam ter conseguido os animais de uma fazenda de morcegos estão “definitivamente mentindo” porque não existe uma fazenda de morcegos, diz ele. A reprodução dos animais em cativeiro é difícil e cada fêmea tem apenas dois bebês por ano.

Quem está comprando todos esses cadáveres? Determinadas comunidades alternativas, como taxidermistas, colecionadores de certas subculturas podem ser responsáveis pelo aumento  da demanda. “Uma grande parte de nossos seguidores é a comunidade gótica”, diz o ativista Joseph D’Angeli.

Ele enfatiza que a maioria dos góticos”não seria pego pendurando morcegos mortos”. Mas alguns acreditam que possuir morcegos mumificados é interessante e ousado.

Allison White, cientista de pesquisa da EcoHealth Alliance, uma organização sem fins lucrativos focada em animais selvagens e doenças emergentes, analisou dados do Sistema de Informação de Controle de Aplicação da Lei do Serviço de Pesca e Vida Selvagem (FWS LEMIS). Ela procurou o nome de todas as espécies de morcegos e manteve um registro.

Havia 2803 envios totais de morcegos nas importações para os EUA de meados de 2000 a 2013. Entre elas, 59 remessas eram de animais vivos, com 1727 morcegos vivos. Já 390 remessas eram de 44.398 morcegos mortos. Foram descobertas 119 remessas com 6641 esqueletos dos animais. A especialista também aponta que 70 remessas continham 1978 crânios.

De um total de 2.734, 96 remessas tiveram a entrada proibida nos EUA (2.638 foram canceladas). Isso inclui embarques abandonados (seis), reexportados (26) ou descobertos (64).

Esses números podem ser conservadores porque muitas importações simplesmente não são vistas. A importação legalizada de morcegos exige uma licença de importação / exportação do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, que custa US$ 100 a cada ano.

O exportador deve incluir um documento de exportação da CITES (Convenção sobre Comércio internacional de Espécies Ameaçadas de Flora e Fauna selvagens) e a documentação de que os animais foram preservados de uma forma que eliminaria quaisquer doenças.

A importação que ocorre secretamente pode não ser tão difícil, impossibilitando a contagem de muitos morcegos mortos. “Acredito que é subestimado porque tudo o que eles sabem é o que encontram. O Serviço de Pesca e Vida Selvagem não possui níveis de pessoal para monitorar cada saco, cada mala, cada caixa, cada recipiente que chega a todos os portos”, diz William Karesh, vice-presidente executivo de saúde e política da EcoHealth Alliance.

Os morcegos possuem uma importância vital para os ecossistemas. “Além disso, há uma forte comunidade de direitos animais que ficaria profundamente perturbada com esses animais belos, altamente inteligentes e benéficos sendo mortos para souvenires de múmias”, conclui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)

INOVAÇÃO

AMOR

ESTUDO

ÁFRICA DO SUL

CÂNCER DE PELE

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>