Italiana consegue folga remunerada para cuidar de cão doente


Uma italiana conseguiu dois dias de folga remunerada para cuidar de seu cachorro doente. A novidade foi comemorada pela LAV, uma entidade de proteção animal que auxiliou no caso.

Os dias não trabalhados foram contabilizados como descanso remunerado (Foto: AFP/Arquivos)

A tutora do cão, que é funcionária de uma universidade de Roma, não pôde comparecer ao trabalho pois precisou levar o cachorro para um tratamento de urgência e depois dedicar o resto do dia para cuidar dele. Solteira, ela não tinha ninguém que pudesse fazer isso por ela, portanto, acionou o departamento jurídico da LAV e conseguiu que os dois dias em que ela não trabalhou fossem contabilizados como descanso remunerado por “motivo pessoal grave ou familiar”.

O argumento utilizado para conseguir os dias de folga foram baseados na lei italiana que estabelece pena de até um ano de prisão e multa de 10 mil euros para quem abandonar um animal ou deixá-lo “sofrendo gravemente”.

O presidente da LAV, Gianluca Felicetti, afirmou que a decisão é um avanço que demonstra que os animais são membros da família. As informações são do G1.

A Itália, país conhecido por gostar de animais, tem 7,5 milhões de gatos e sete milhões de cachorros.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MASSACRE

ESTUDO

FINAL FELIZ

MIGRAÇÃO

EXPLORAÇÃO

APELO

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)

SÃO PAULO

INOVAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>