Cadela abandonada em saco de lixo será adotada em Jundiaí (SP)


A cadela que foi abandonada dentro de um saco de lixo fechado, com as quatro patas amarradas, em Jundiaí, interior de São Paulo, teve a vida transformada e será adotada por uma veterinária que soube do caso. Encontrada quase cega e com um tumor imenso na mama, Vitória – novo nome que faz jus a sua história – foi resgatada por Simone Regina, de 39 anos, voluntária da Associação Amigos dos Animais (AADA).

Vitória comoveu uma veterinária que soube do caso e decidiu adotá-la (Foto: Divulgação)

A voluntária da ONG afirmou ter ficado impressionada com a crueldade imposta à cadela. “Acredito que ela tenha ficado mais de um dia presa dentro daquele saco pelo estado em que se encontrava. Era um local em que as pessoas não circulam muito, então foi um milagre alguém ter ouvido o choro dela”, disse.

Simone explicou que Vitória “está quase cega por causa de um glaucoma e com um tumor enorme na mama”, problemas de saúde que ela acredita ser um “sinal de que a cadela não era cuidada há muito tempo”.

A voluntária, que comenta o fato da cadela ter sido abandonada no momento em que mais precisava de seu tutor, afirma que uma veterinária se encantou por Vitória e, por isso, resolveu adotá-la. “Ela está doente, mas é muito boazinha, adora brincar com a bolinha. Mesmo quando estava assustada, não foi agressiva, e agora que está aqui em casa correndo para lá e para cá. Nem parece que está doente no comportamento, mas acho que a pessoa que fez isso ficou preocupada com os gastos que teria”, lamentou.

Exames foram realizados em Vitória no Departamento de Bem Estar Animal de Jundiaí, dentre eles um ultrassom e um raio-x para confirmar se o tumor em sua mama é um câncer.

“Provavelmente abandonaram por conta de uma neoplasia. Quando a recebemos, estava mais suja do que machucada, muito peluda, bem judiadinha pelo abandono e pela doença. Para a pessoa chegar a esse ponto de jogar um animal no lixo é porque já não cuida, mas ela não deu trabalho, apesar de tanto sofrimento”, contou a diretora do Departamento de Bem-Estar Animal, Alessandra Benedetti Ferreira.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS

VIDA NOVA

ETERNIZADO

AÇÃO SOCIAL

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>