Cadela agredida é resgatada sob suspeita de estupro no interior de Goiás


Uma cadela foi resgatada na última quinta-feira (28) após denúncias de maus-tratos e suspeita de estupro na cidade de Rio Verde, em Goiás. Ela era levada, segundo a Polícia Civil, para dentro de uma casa abandonada por um usuário de drogas, que a agredia e, segundo avaliação veterinária, pode ter abusado sexualmente dela.

Veterinário suspeita que cadela agredida também foi vítima de violência sexual (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

“Ele colocava a cachorra pra dentro da casa e vizinhos começaram a escutar ela gritando, tinham dias que viam a cachorra saindo da casa sangrando e denunciaram”, explicou a delegada regional de Rio Verde, Taisa Antonello.

A cadela e mais um cão foram abandonados pelos tutores. Segundo moradores do bairro, os proprietários da casa na qual os cães moravam se mudaram e os deixaram para trás. Foi então que um usuário de drogas entrou na residência e passou a viver no local, explica a delegada. Durante as noites ele atraia apenas a cadela para dentro do imóvel.

“Para chamar a cadela para dentro, ele colocava comida para ela, tanto que estava gordinha. Já o outro cachorro estava magro porque ele não levava ele para dentro”, relatou a delegada.

Após ser resgatada, a cadela foi submetida à consulta veterinária. O profissional que a examinou suspeita que ela pode ter sido vítima de abuso sexual. “Ele constatou que ela apresentava lesões que podem ser provenientes de abusos, mas não tem como confirmar que este era o motivo”, relatou a Taisa em entrevista ao G1.

Cão que foi abandonado com a cadela também foi resgatado (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

O homem acusado de maus-tratos foi levado até a delegacia. No local, ele negou o estupro e, após prestar depoimento, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foi liberado.

Os cães foram levados à sede da Delegacia Regional de Rio Verde e estão disponíveis para adoção. “Preferíamos que adotassem os dois juntos porque estão juntos desde pequenos e continuavam juntos, mas se ninguém puder adotar os dois, a gente separa”, concluiu a delegada.

Nota da Redação: é imprescindível para o fim dos maus-tratos e abusos contra animais que os agressores sejam punidos. Casos de impunidade como este – em que um homem, após ser acusado de maus-tratos e suspeita de estupro contra uma cadela, é liberado pela polícia – incentivam crimes contra animais ao passarem o recado aos possíveis criminosos de que eles podem atentar contra a vida de um animal sem que tenham que pagar por isso. Além disso, liberar um agressor responsável pela tortura de um ser vivo, sem que ele seja responsabilizado pelo ato cometido, é de injustiça tamanha com a cadela covardemente agredida por ele. 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>