Elefantas exploradas em circo comemoram 1º ano em santuário na Chapada dos Guimarães (MT)


Para comemorar o aniversário da chegada das elefantas, o Santuário está organizando um evento beneficente no dia 14, no Restaurante do Mirante Alto do Céu, um dos lugares mais bonitos da região. As vagas são limitadas. Haverá degustação de drink feijoada vegana e outras refeições serão servidas O valor da reserva é de R$ 70 por pessoa até o dia 07. As informações do evento que é uma realização do Santuário dos Elefantes podem ser conferidas aqui.

Uma das elefantas acolhidos pelo santuário
Divulgação

“Agradecemos a todos os apoiadores que tornaram possível a criação do SEB, a vinda das primeiras habitantes e a contínua ampliação de seu habitat! Mas ainda precisamos da ajuda de todos: além da ampliação do habitat das elefantas asiáticas, estamos construindo o setor de fêmeas africanas e, em breve, temos que dar início ao setor de machos asiáticos”, diz a página.

As duas elefantas saíram de Paraguaçu, em Minas Gerais. Elas foram transportadas em duas carretas escoltadas com a equipe responsável por monitorar os elefantes durante a viagem. Maia pesa 3.600 kg, e Guida 3.100 kg. Ambas têm idade superior a 40 anos.

Maia e Guida foram separadas de suas famílias ainda na infância e eram exploradas como entretenimento em um circo. Elas foram resgatadas após uma ação do Ministério Público da Bahia e viviam em uma propriedade rural no interior de Minas Gerais. Atualmente, moram no santuário numa área localizada na Chapada dos Guimarães com 1,1 mil hectares e com capacidade para abrigar 50 elefantes.

A adaptação das elefantas tem sido satisfatória. A ONG visa trazer novos moradores para o Santuário dos Elefantes com a ajuda de doações

O projeto vive totalmente de doações de empresas e de pessoas físicas, não há dinheiro público. A ideia da criação do Santuário de Elefantes, o primeiro da América Latina, foi da publicitária Junia Machado, depois de se solidarizar com a causa.

Fonte: Diário de Cuiabá


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>