CONTEÚDO ANDA

Atleta acusado de torturar mais de 50 cães é contratado pela Fox

Em 2007 o atleta foi condenado à prisão por promover rinhas de cães.

460

13/09/2017 às 19:00
Por Laura Cruz, ANDA

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Divulgação

Michael Vick, jogador de futebol americano com um extenso histórico de crueldade contra animais, foi contratado pela emissora norte-americana Fox Sports como comentarista.

Em 2007 o atleta foi condenado à prisão por promover rinhas de cães. Ele e outras três pessoas comandavam a organização criminosa Bad Newz Kennels.

A denúncia foi realizada pelo Fundo de Defesa Legal de Animais (ALDF). A instituição afirma que mais 50 pit bulls eram explorados e forçados a lutarem com outros cães em eventos de apostas.

Os cães que não tivesse um bom desempenho ou dessem “prejuízo” ao grupo eram torturados e mortos com requintes de crueldade.

A ALDF afirma que Vick sentia prazer em matar os animais de maneiras diversas como enforcamentos ou afogamentos.

A Bad Newz Kennels trouxe à tona a realidade das rinhas de cães, que mesmo proibidas continuam sendo realizadas de forma clandestina.

Felizmente os cães sobrevivente às chacinas promovidas pelos grupos foram resgatados e disponibilizados para adoção.

Alguns desde animais foram acolhidos pela ONG Best Friends Animal Society que realizou um intenso trabalho de reabilitação dos cães com intensos traumas psicológicos.

Nota da Redação: é vergonhoso que uma grande emissora de renome internacional como a Fox dê posição de destaque a um ser humano cruel e bárbaro. O comportamento de Michael Vick é danoso à sociedade e sua posição no Fox Sports transmite a mensagem de que é aceitável torturar e assassinar cães indefesos apenas por lucro e egoísmo humano.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.