CONTEÚDO ANDA

Ameaça de extinção é mais grave para maiores e menores animais do mundo

Uma pesquisa que analisou mais de 27.000 espécies de animais vertebrados relatou que as menores e as maiores espécies estão em risco de extinção

Uma das maiores espécies, o dragão-de-Komodo (Foto: AFP/Arquivos)

Segundo um estudo publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences as maiores e menores espécies de animais do mundo estão enfrentando um maior risco de extinção devido à ação do homem.

Entre as maiores espécies, estão o tubarão-baleia, o esturjão-atlântico, a avestruz-da-Somália, a salamandra-gigante-da-China e o dragão-de-Komodo.

Uma das maiores espécies, o dragão-de-Komodo (Foto: AFP/Arquivos)

O autor principal do estudo, William Ripple, professor de Ecologia na Universidade do Estado de Oregon, diz que esses grandes vertebrados estão sendo mortos para consumo pelos seres humanos.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Os animais menores, que pesam menos de 77 gramas, estão sendo ameaçados principalmente pela perda de habitat, especialmente as espécies que necessitam de lugares com água doce para sobreviver, segundo a pesquisa.

Ecossistemas inteiros serão ameaçados se essas espécies – grandes ou pequenas – serem extintas. As atividades impulsionadas pelo homem eliminarão essas criaturas da natureza, de modo que “a estrutura da vida em nosso planeta será fundamentalmente reordenada” de acordo com o estudo.

Os pesquisadores alertam para que as espécies ameaçadas sejam conservadas. Mais de 27.000 espécies de animais vertebrados foram analisadas pelo estudo e avaliadas pela Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza.