MasterChef leva vaca ao estúdio e gera discussão nas redes sociais


O programa MasterChef Profissionais levou, na última terça-feira (26), uma vaca ao estúdio. O intuito era ilustrar o desafio da competição de preparar pratos com diversas partes de um boi.

Acostumados a consumir produtos de origem animal sem ter a preocupação de enxergar de onde cada um deles vem, as pessoas, que evitam fazer a ligação entre um pedaço de carne e um animal covardemente morto, demonstraram revolta nas redes sociais contra a iniciativa do programa. Alguns consideraram desnecessário levar a vaca ao MasterChef, outros classificaram a ideia como algo cruel. Entretanto, houve quem defendesse a exposição da vaca, afirmando que não há problema em exibir o animal vivo, já que a ideia é justamente mostrar para as pessoas de onde vem a carne consumida por elas.

A vaca foi levada ao estúdio do MasterChef na última terça-feira (Foto: Carlos Reinis/Band/Divulgação)

A chef Paola Carosella se antecipou às críticas e, durante o programa, fez um discurso sobre a polêmica que ela afirmou saber que a proposta de levar a vaca ao estúdio geraria. “Eu não tenho dúvidas de que essa prova vai dar o que falar e eu sempre penso muito que é uma questão da distância. Quando a gente cozinha frango, linguiça, bisteca ou um peixinho, o impacto não é tão grande, mas a gente tem um bicho de 800 quilos aqui do nosso lado com essa carinha, esses olhos, aí o impacto é maior. Quem está em casa se horroriza e começa a falar mal, ‘nossa, que horror, coisa violenta’, enquanto isso come a pizza com a fatia de linguiça ou tem um sapatinho de couro”, disse.

“A primeira coisa: eu me considero uma pessoa cruel, eu como carne. Eu sinto dor quando olho para ela, mas eu arrumo minha responsabilidade. A segunda responsabilidade: eu sou ciente de que carne eu como, eu pesquiso quem está por trás desse bicho e como ele cresceu. E a terceira, eu tomo cuidado quando eu cozinho, porque se vocês tivessem criado essa vaca, convivido com ela, o relacionamento que vocês teriam com esse pedaço de carne seria completamente diferente do que vocês têm hoje em dia. Temos que saber aproveitar o boi do rabo ao nariz, cada pedaço de carne que ele nos dá. É difícil, mas a realidade, não vamos ser hipócritas”, concluiu.

O posicionamento da apresentadora, apesar de ser assertivo em boa parte, não condiz com a realidade quando chega ao final. Paola afirma que precisamos aproveitar cada pedaço de carne que o boi “nos dá”. Entretanto, os animais não oferecem, em momento nenhum, a carne deles. Pelo contrário, é o ser humano que aprisiona, maltrata, explora e mata diferentes espécies para lhes roubar ovos, leite, mel, carne e pele. Conforme disse Paolla, é necessário pesquisar de onde vem a carne, mas não só, fazer a ligação entre consumo de carne e sofrimento animal também é preciso, para que a empatia e a compaixão sejam trabalhadas e o ser humano pare de roubar o que pertence aos animais afirmando que foi dado por eles.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>