Cão comunitário tem destino incerto após demolição de terminal rodoviário


Foto: Reprodução/Diário do Grande ABC

Em Mauá, município de São Paulo, a população está preocupada com a demolição de um terminal de ônibus do Jardim Zaíra, que será realizada no sábado (30), para a construção de uma rotatória. O motivo da preocupação é o cachorrinho Hulk, que mora no terminal há pelo menos um ano.

Ana Paula Vicente de Souza, supervisora administrativa do local, relatou que ela e mais duas pessoas já tentaram adotar o animal, mas que ele sempre volta para o terminal.

Segundo os funcionários e usuários do local, o cão apareceu há um ano e já se tornou “mascote”. As pessoas começaram a trazer ração para o terminal por causa do Hulk, conta o controlador de acesso Reginaldo Dias dos Reis.

Ele também afirma que o cachorro é muito carinhoso e que todo mundo fica um pouquinho mais do tempo de expediente só para brincar com ele.

Nelson Mariano, também trabalhador do local, está preocupado com o que será do animal assim que o terminal for demolido. Os trabalhadores e funcionários esperam que ele seja adotado e se adapte ao novo ambiente.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>