Visons são confinados e mortos para a produção de cílios postiços


 

Vison dentro de jaula em fazenda de pele
Foto: Reprodução, Herald Sun

Grupos de proteção animal têm pressionado pela proibição da importação e da venda dos cílios: feitos com visons explorados e mortos em fazendas de peles.

Uma petição do Change conseguiu quase 70 mil assinaturas de pessoas contrárias à brutalidade.

A especialista Kerry-anne Fyffe, do Studio 45 Hair and Beauty Space, em Glen Waverley disse ter conhecimento da prática. “Você pode alcançar o mesmo resultado com cílios sintéticos e eu nunca utilizaria nada que estimule práticas de crueldade repugnantes”, observou.

A proprietária do Glen Waverley’s Eye Wonderlust, Grace Lee, afirmou que as pessoas com alergias estavam usando cílios feitos com as peles dos animais, informou o Herald Sun. Segundo ela, as celebridades que utilizam cílios postiços impulsionaram a tendência.

A diretora associada de campanhas da PETA Ashley Fruno disse que a maior exportadora de peles do mundo é a China. “Não há penalidades para a crueldade animal na China, mas o vison também é criado nos EUA e na Europa”, explicou.

“Os cílios de visons são pelos que foram raspados do corpo de um vison, mesmo antes ou logo após o animal ser assassinado em uma fazenda. Eles são confinados em fileiras de jaulas pequenas, imundas e com arame e alguns visons mordem as barras de suas jaulas ou caminham neuroticamente de um lado para o outro devido ao estresse. Eles são então colocados dentro de câmaras de gás e mortos”, acrescentou.

Ela pediu que a venda dos cílios seja proibida no eBay e em outras plataformas online na Austrália,.

“Ninguém deve ser torturado por causa de longos cílios, especialmente quando há tantas alternativas belas e sem crueldade disponíveis”, ressaltou.

A diretora de ciência e estratégia da RSPCA, Bidda Jones, enfatizou que qualquer pessoa que deseja usar extensões de cílios deve perguntar sobre a fonte do produto e procurar uma opção sem crueldade. “Enquanto as pessoas comprarem e utilizarem produtos com peles animais, esse comércio continuará existindo”, declarou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS

RECONHECIMENTO

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>