Espécie rara de porco-espinho é encontrada no agreste pernambucano


Uma espécie rara de porco-espinho, o coandumirim (coendou speratus), ameaçada de extinção, foi encontrada num trecho de Mata Atlântica do município de Garanhus, no agreste pernambucano.

O mamífero era conhecido pela literatura científica por ter seu habitat natural em áreas como a Mata do Tauá, Boca da Mata, Mata do Xanguazinho e Mata da Barragem, em Sirinhaém, e o Refúgio Ecológico Charles Darwin, em Igarassu. Sendo assim, sua presença no agreste amplia a distribuição geográfica dele.

O coandumirim é uma espécie rara de porco-espinho (Foto: Teuno Jr/Cortesia)

Foi descoberto, inclusive, que se trata do mesmo porco-espinho descrito em 2007, certeza que surgiu após ter sido realizado um comparativo entre as características diagnósticas do mamífero. As espinhas dorsais são compostas por três cores – amarelo na base, preto no meio e avermelhado ou laranja nas extremidades -, os pelos são curtos e acastanhados e as orelhas são planas e arredondadas, com fios negros de ponta amarela.

A ampliação da faixa geográfica do porco-espinho fornece novos dados sobre a espécie, ainda pouco estudada em razão da sua limitada distribuição na natureza. Os resultados da descoberta, produzidos por pesquisadores da Unidade Acadêmica de Garanhus (UFRPE), junto o 6º Grupamento do Corpo de Bombeiros do município, serão publicados em artigo aprovado pela revista Check List.

O porco-espinho, um macho adulto, está vivendo, segundo o portal FolhaPE, numa área de 40 hectares de floresta preservada, no município de Brejão, vizinho à Garanhuns. E embora não se saiba o que motivou a aparição do mamífero, estudiosos apontam hipóteses, dentre elas a migração como reflexo da ação humana.

“Vale ressaltar que, mesmo que o coandu tenha sido capturado em uma mata inserida no perímetro urbano, Garanhuns é uma cidade cercada por montanhas cobertas de vegetação natural, provável origem dessa espécie”, explica um dos estudiosos responsáveis pelo artigo, Wallace Telino Junior.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA

JAPÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>