Piloto Lewis Hamilton afirma estar em transição para o veganismo


Três vezes campeão mundial da Fórmula 1 e atual líder do campeonato, o piloto Lewis Hamilton afirmou, na última quinta-feira (14), estar no caminho para o veganismo. A razão para a transição, segundo ele, é o amor pelos animais e a preocupação com o planeta e com a própria saúde.

O piloto disse estar no caminho para o veganismo (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

O piloto publicou no Instagram, no modo ‘stories’, uma imagem por meio da qual conta aos seus seguidores que irá assistir o documentário What The Health, que aborda as consequências do consumo de produtos de origem animal na saúde humana. “Eu estou em uma missão para me tornar vegano. Pessoas, crueldade com os animais, aquecimento global e nossa própria saúde estão em jogo”, disse.

Ele explicou que resolveu tornar público seu desejo de se tornar vegano para gerar conscientização. “Ao deixar as pessoas que estão me seguindo sabendo, talvez eu possa encorajar algumas pessoas a fazer o mesmo”, afirmou.

Hamilton demonstrou estar bem informado quanto à relação do veganismo com uma vida mais saudável e declarou que estar livre de determinadas doenças causadas pelos produtos de origem animal é um dos objetivos dele. “Eu não quero em 10 ou 20 anos ter diabetes ou problemas cardíacos que estiveram na minha família, câncer que também esteve na minha família. Eu não quero pegar nada disso”, garantiu.

Na imagem, Hamilton diz que irá assistir o documentário e que está em uma missão para se tornar vegano (Foto: Divulgação)

O britânico contou, segundo informações do site Auto Racing, que já conhecia muitas pessoas que optaram pelo veganismo e falou sobre a experiência que teve ao comer apenas alimentos veganos recentemente. “Na verdade, ingeri comida baseada em plantas nos últimos dois dias e foi incrível. Até agora, não sinto que estou perdendo”, comentou.

O piloto da Mercedes disse aos jornalistas antes do GP de Cingapura que, no momento, está parando com o consumo de peixes. “É algo que eu estou buscando de qualquer maneira. Parei de comer carne vermelha há dois anos. Este ano eu parei de comer frango e, em seguida, meio que voltei para isso e agora parei novamente. Então, agora estou cortando peixes”, concluiu.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>