Atriz Camilla Camargo critica abandono de animais com deficiência


A atriz Camilla Camargo fez uma publicação nas redes sociais em que conta como é cuidar de seu cachorro com deficiência auditiva e condena o ato de abandonar ou submeter animais ao procedimento de morte induzida apenas por eles possuírem alguma deficiência.

Ela afirma que o cão Bento chegou em sua casa para fazer companhia para a cadela Gorda e explica que, quando o cachorro tinha quase dois meses, seu marido desconfiou da surdez. “20 dias após sua chegada meu marido suspeita de algo que logo em seguida é confirmado, o Bento é surdo. Como pode um ser tão pequeno que tinha só 50 dias ser surdo?”, afirmou.

(Foto: Reprodução / Instagram)

Camilla contou ainda sobre como foi difícil para ela lidar com o fato de que Bento nunca iria poder escutar o que acontece ao seu redor. “Saber que ele nunca ouviria o seu próprio latido, minha voz chamando por ele, falando que o amo, ouvir o barulho dos carros, dos pássaros, da Gorda, saber que ele nunca me receberia na porta porque ouviu que eu cheguei, tudo isso fez eu cair no choro”, afirmou a atriz, que disse jamais ter pensado em abandonar Bento.

Ela reiterou em sua publicação o amor que sente pelo cachorro e disse que acredita que ele foi parar na família dela porque lá teria todo o amor do mundo e explicou que estava escrevendo aquelas palavras por se indignar com o fato de que muitos animais com deficiência são abandonados ou sacrificados. “Sabe porque estou escrevendo isso? Porque ao saber de sua deficiência fiquei sabendo de coisas muito cruéis também. A maioria dos animais deficientes são abandonados e muitas vezes sacrificados. Agora tento entender, como alguém é capaz disso? Esse pequeno já me provou seu amor sem precisar ouvir nada do que digo”, escreveu.

A realidade do cão com deficiência auditiva também foi relatava por Camilla, que destacou que todo trabalho que possa ter com ele é válido e recompensador. “Dará mais trabalho? Claro, pois ele não entende quando grito e tento fazer ele se afastar de algo, preciso sair correndo. Ele não escuta barulho de carro então tem mais risco de ser atropelado. Como não escuta minha voz, se ele se perder, não tem como me ouvir e voltar.. enfim… tem outras coisas a mais mas mesmo assim. Nada pra mim justifica tamanha maldade de negar amor por algo tão pequeno”, afirmou.

A atriz finalizou dizendo que é mãe “de um surdindo, e que ele é o cachorro mais lindo e amado do mundo.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>