Não amamos até sentir o amor


Ele não gostava de animais.
Ela se incomodava com o barulho do carrinho e das suas muletas.
Ele era implicante e irritava-se com tudo.
Ela latia por medo e incompreensão.
Não conheciam o amor, foram traídos e abandonados.
Moravam na mesma praça.
Até que um dia frio trouxe uma noite muito silenciosa.
E a solidão os aproximou.
O amor despertou e a alma aqueceu.
Hoje é o dia que ela vai ser castrada gratuitamente, eles foram os primeiros a chegar.
Ela está com medo.
Ele passou a noite conversando com ela explicando que é para seu bem.
Uma funcionaria da clinica vai ficar com ela até se recuperar, permitiu que ele ficasse também junto com ela, condição imposta por ele.
Assim é a vida…
Não gostamos até conhecer melhor, não amamos até sentir o amor e não cuidamos até começarmos a amar.

Reprodução | Facebook

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>