Mudanças climáticas provocam encolhimento de peixes


Peixe
Foto: PIRSA

A pesquisa confirma um estudo anterior feito pelos autores, que mostrou que o peixe será incapaz de obter oxigênio suficiente para crescer caso as águas oceânicas continuem se aquecendo.

Os peixes, como animais de sangue frio, não conseguem regular suas temperaturas corporais. Quando as águas dos oceanos se tornam mais quentes, o metabolismo de um peixe acelera e requer mais oxigênio para manter as funções corporais. Os animais respiram por meio de brânquias, órgãos que extraem o oxigênio dissolvido da água, liberando dióxido de carbono.

O problema é que a área superficial das brânquias não cresce no mesmo ritmo do que o resto do corpo dos peixes – e a água aquecida possui menos oxigênio do que a água mais fria.

Se um peixe como o bacalhau se tornar 100% maior, suas brânquias só podem aumentar em torno de 80% ou menos, aponta o estudo.

O atum, que se move rapidamente e precisa de mais oxigênio, pode diminuir em até 30%, disseram os pesquisadores. Por outro lado, a truta marrom, que não é tão ativa quanto o atum, diminuirá apenas 18% com cada grau Celsius de aquecimento, de acordo com o Ecowatch.

“Existe um ponto em que as brânquias não conseguem fornecer oxigênio suficiente para um corpo maior, então o peixe simplesmente deixa de crescer”, disse William Cheung, diretor de ciência da Nippon Foundation-University of British Columbia Nereus Program e co-autor de o estudo.

Daniel Pauly, autor principal da pesquisa e investigador principal da Sea Around Us, uma iniciativa de pesquisa da University of British Columbia, concordou.

Ele enfatizou que “os peixes são limitados por suas brânquias na quantidade de oxigênio que podem obter da água. Essa restrição se manifesta especialmente nos peixes grandes. Com temperaturas crescentes, os peixes necessitam de mais oxigênio, mas conseguem menos”.

“Já estamos observando os efeitos e a diminuição dos peixes devido ao aquecimento”, disse Cheung.

Pauly observou que a privação de oxigênio já está matando peixes nos EUA e em todo o mundo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>