Trump autoriza exploração petrolífera em habitat de ursos polares


Urso polar
Foto: Polar Bears International

A empresa planeja construir uma ilha artificial de nove acres e um gasoduto de quase nove quilômetros no Mar Beaufort para a perfuração. O projeto sobre os impactos ambientais do governo Trump autoriza a perigosa exploração da Hilcorp, que seria a primeira nas águas federais no Ártico.

Estudos anteriores sobre o Ártico alertaram que a perfuração offshore nas águas distantes possui 75% de probabilidade de causar um grande derramamento de petróleo. As preocupações com o projeto Liberty aumentaram neste ano, quando a Hilcorp lutou por meses para corrigir vazamentos em suas tubulações subaquáticas em Cook Inlet e cumprir requisitos básicos de regulamentação.

“A perfuração offshore no Ártico não pode ser feita de maneira segura, especialmente por essa empresa. As águas geladas e adversas tornam a perfuração do Ártico inerentemente perigosa e a Hilcorp possui um histórico de vazamentos e violações regulatórias. Os ursos polares, as baleias da Groenlândia e outras espécies ácticas ameaçadas ficarão em perigo terrível se a administração Trump permitir que este projeto irresponsável avance”, disse Kristen Monsell, advogada do Centro para a Diversidade Biológica.

O projeto Liberty da Hilcorp se prepara para ser o primeiro projeto de exploração de petróleo nas águas federais do Ártico. Originalmente proposto pela gigante petrolífera BP, o projeto agora faz parte da rápida expansão da empresa, sediada no Texas, de suas reservas de combustíveis fósseis no Alasca, incluindo a locação de 14 novos trilhos federais  offshore  em Cook Inlet por mais de US$ 3 milhões neste verão.

Nos últimos anos, os reguladores federais alertaram a empresa para melhorar a manutenção de seus gasodutos e os reguladores do Alasca multaram mais a Hilcorp do que qualquer outra empresa e ressaltaram que “o desrespeito pela adequação regulamentar é endêmico na abordagem da Hilcorp às suas operações no Alasca”. A Comissão de Conservação de Petróleo e Gás do Alasca repetidamente citou a Hilcorp por violar as regras de segurança nas operações de petróleo e gás no estado, segundo a Ecowatch.

“Ninguém precisa do petróleo do Ártico. A maior parte do mundo compreende isso, mas Trump e a Hilcorp simplesmente não entendem. O Ártico está em grande parte fora dos limites da perfuração perigosa de petróleo e deve permanecer assim”, disse Monsell.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>