Executivo da Land Rover condena uso de couro pela indústria automotiva


“A atitude sobre subprodutos animais está mudando. Pessoalmente, eu ficaria bem feliz de desistir do couro amanhã. Não gosto de termos que matar todas aquelas vacas para produzir couro”, declarou McGovern.

Diretor de Design da Land Rover Gerry McGovern
Foto: Reprodução, VegNews

Embora a Land Rover ainda utilize lã nos seus novos interiores de tecido, McGovern disse que a percepção de que o couro é sinônimo de luxo – e, contrariamente, de que os interiores de tecido são de baixa qualidade – está mudando graças a uma crescente demanda por opções sem origem animal e à resposta positiva do público.

Tesla  substituiu todas as suas opções com couro por materiais veganos recentemente, reportou a VegNews. “Se pudermos fazer isso de um jeito responsável quando o mundo está mudando intensamente e de forma e sustentável, então acredita que é algo bom”, finalizou McGovern.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>