Oficiais encontram centenas de quilos de presas de marfim e escamas de pangolim na Malásia


Centenas de quilos de presas de marfim e escamas de pangolim foram encontradas por oficiais na Malásia. As presas foram transportadas da Nigéria pela companhia aérea Etihad Airways, via Abu Dhabi, disse o oficial da alfândega Mohammad Pudzi.

Oficial com marfim
Presas de marfim encontradas por oficiais (Foto: REUTERS/Rozanna Latiff)

No mesmo dia, foram encontrados 300 quilos de escamas de pangolins, que foram enviados da República Democrática do Congo pela Ethiopian Airlines.

Ambos os embarques foram descobertos por funcionários do depósito de carga do aeroporto e enviados para endereços falsos para impedir o rastreamento dos destinatários. É o que informa o News Sky.

O pangolim, que se assemelha a um tatu, é o animal mais caçado do mundo. Suas escamas são vendidas no mercado negro asiático e as pessoas acreditam que elas têm propriedades curativas.

Houve várias descobertas de vida selvagem no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur neste ano e os investigadores disseram que a equipe do local pode estar envolvida nesse comércio.

“Não temos provas, mas acredito que eles (sindicatos de tráfico) exploram nossos sistemas e procedimentos nessas atividades de tráfico”, observou o investigador Pudzi.

Aproximadamente 55 elefantes são mortos na África todos os dias, de acordo com o World Wildlife Fund e a maior parte de suas presas é traficada para a Ásia.

Em julho deste ano, ocorreu o que se acredita ser a maior descoberta de marfim no mundo em Hong Kong: mais de sete toneladas estavam dentro de contêiner de embarque da Malásia.

O marfim antigo produzido antes de 1947 ainda é legalizado no Reino Unido, mas a venda do marfim em geral é ilegal.

A China, maior importadora mundial de presas de marfim, se comprometeu a proibir todo o comércio e processamento de marfim até o final do ano.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>