CONTEÚDO ANDA

Confira dicas de como educar seu cão filhote

O desafio de ensinar seu cãozinho a fazer as necessidades do lado de fora de casa, e não em seu tapete da sala de estar, requer muita organização, paciência e perseverança. 

354

28/07/2017 às 22:00
Por Sophia Portes, ANDA

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Tutores de animais domésticos geralmente se perguntam como equilibrar a euforia de um filhote de cão com uma casa arrumada. Mas não existem mistérios. Embora educar um cão sem ajuda profissional pareça um desafio, pode ser muito simples e ainda contribui para a construção de um laço mais forte entre o tutor e o seu melhor amigo.

E ensinar seu cãozinho a fazer suas necessidades fisiológicas de forma adequada pode até reforçar a habilidade de gerenciamento de ambos, pois mesmo que você não perceba, seu cãozinho também estará treinando você.

Mas a primeira dúvida é: quando começar? Assim que o cão filhote chegar em sua casa, essa é a hora de começar, afirma Shelby Semel, diretora sênior e fundadora do Shelby Semel Dog Training. “Educar um cão é algo que deve começar de imediato! O quanto antes, melhor”, diz Semel em entrevista ao The Dodo. “Os bons hábitos devem ser formados logo no início”.

Cão filhote sendo educado

Filhote de cão chamado Marley está sendo educado por seus tutores (Foto: Reprodução / Twitter)

De acordo com Semel, o treinamento de um cão leva geralmente entre três semanas a seis meses. E aqueles tutores que acham que isso é muito tempo, devem ter em mente que treinar um cão pode ter muito mais a ver com o tutor do que com o animal, em certas situações. “Isso varia segundo os hábitos específicos do cão e pode depender em grande parte da consistência do guardião durante o processo de treinamento”, avalia Semel. “Ter várias casas, muitas viagens ou medo e nervosismo [sobre] estar ao ar livre podem criar desafios adicionais no treinamento.”

O melhor é sempre manter a rotina simples e organizada para facilitar a adaptação do cão. E para começar a tornar seu filhote um ser bem educadinho, reunimos alguns passos simples que os tutores podem seguir durante o processo de educação:

1- Prepare sua casa

Livros dando dicas de como educar um cão filhote

Um cão filhote precisa de organização e paciência dos seus tutores (Foto: Reprodução / Instagram)

Quando se lê “prepare sua casa”, não saia correndo para cobrir seus pisos com tapetes e jornais. Tente se concentrar em garantir que seu cãozinho filhote esteja em um lugar onde se sinta seguro e confortável. Um lugar desconhecido é muito assustador para um filhote, afirma Semel. Por isso, tente tornar seu lar um ambiente seguro, colocando uma caixa ou uma casinha onde seu cão possa “se proteger”, sentindo-se mais à vontade para aprender.

“Uma área fechada cria um lugar seguro para o cachorrinho sair e se sentir confortável, mas também uma área onde você pode confiar nele para quando não estiver vigiando-o”, comenta Semel.

2- Mantenha um cronograma e registre tudo

Cão filhote sendo educado

É importante que o tutor ofereça um ambiente onde o filhote se sinta seguro (Foto: Reprodução / Instagram)

Mas qual é o truque secreto para treinar um filhote cheio de energia? “Consistência! Realmente ajuda a ter um cronograma e acompanhar tudo – não na sua cabeça, mas em papel, computador ou até mesmo seu telefone”, conta Semel.

Não existem atalhos quando o assunto é ensinar seu cão a ter um comportamento mais educado e a organização do tutor e da casa é algo fundamental nesse processo. “Você deve registrar a frequência, a duração da caminhada e até as recaídas, pois ajudará a identificar um padrão”, explica Semel.

Também é importante alimentar seu cão no mesmo horário a cada dia, pois ajudará a formar seu cronograma de caminhada para as necessidades. Mas nunca se esqueça que cães, principalmente filhotes, devem ganhar porções equilibradas de ração de três a quatro vezes ao dia.

“Eu sugiro caminhadas ou levar seu animal até um tapete higiênico em menos de um minuto após ele acordar de uma soneca e 10 minutos após a comida, a água ou qualquer atividade importante”, Diz Semel.

Crie consistência em suas caminhadas

Cão filhote sendo educado

Caminhadas são ótimas para ajudar os tutores a criarem uma relação de afeto mais forte com seus filhotes (Foto: Reprodução / Instagram)

Quando o tutor estabelece caminhadas frequentes, pode ajudar seu cão a se sentir eufórico e aliviado ao estar fora de casa. Por isso, Semel recomenda que o guardião escolha um local calmo para seu filhote nas proximidades de sua residência, pois é fácil de retornar e ajuda o cão estabelecendo um sinal de quando é a hora de fazer as necessidades.

“Tente falar calmamente uma palavra específica em uma voz monótona enquanto o seu filhote faz suas necessidades, para que eles possam conectar a ação com a sua palavra”.

Seja qual for a palavra, esteja preparado para permanecer no mesmo local por um tempo no início, até que isso crie uma rotina e ajude seu cãozinho a entender o que você quer.

Assim que ele entender, é importante que o tutor recompense o bom comportamento do animal com euforia, elogios e guloseimas. Ele vai começar a amar o fato de sair com seu tutor para caminhar e vai entender a necessidade de fazer suas necessidades somente quando o tutor indicar que ele deve.

Supervisione seu cão dentro de casa

Cão filhote sendo educado

Seu cão precisa se sentir seguro, principalmente quando você for deixá-lo sozinho em casa (Foto: Reprodução / Instagram)

É importante tentar supervisionar seu cãozinho dentro de casa. Mas se o tutor não consegue fazer isso durante o dia, é importante garantir que o filhote estará em um ambiente controlado.

“Eu acho que uma caixa é uma ótima ferramenta para ajudar um cão a aprender a segurar a bexiga”, diz Semel. “Os cães são animais e muitos apreciam o espaço confortável e apertado”.

Contudo, deixe sempre a caixa aberta, para que seu cãozinho não se sinta preso. Outra opção interessante é proporcionar ao filhote, o seu próprio espaço para ele ficar enquanto o tutor está ausente. “Muitas pessoas usam pequenas almofadas para seus filhotes, caso em que ainda gosto de utilizar uma caixa, mas também um local fechado que seja só dele”, diz Semel.

Recaídas irão acontecer

Cão filhote sendo educado

Por mais que seu cão esteja indo bem no adestramento, recaídas são quase inevitáveis (Foto: Reprodução / Instagram)

As variações dentro da rotina de um cão ou no ambiente doméstico afeta diretamente no processo de educação, ocasionando em alguns resultados confusos. “Ter várias casas e viagens frequentes criam desafios adicionais para criar um cachorro, o que pode aumentar sua frustração durante o processo”, diz Semel. “Uma vez que os cães não generalizam bem, eles precisarão de ajuda extra no treinamento quando a rotina e a localização mudarem”, afirma.

E mesmo que os tutores façam tudo certo, também pode acontecer algo desagradável em algum momento, principalmente quando o filhote está ganhando dentição. Assim como os seres humanos, os cães trocam sua dentição quando filhotes. Nos animais isso ocorre em torno dos 4 meses de idade, quando os dentes de adulto começam a nascer. Assim como para bebês humanos, essa etapa é muito dolorosa e desconfortável para o animal, o que pode afetar diretamente no treinamento.

“Os cães tendem a regredir quando estão fazendo uma dentição. Então, seu filhote pode estar indo bem no processo de educação, mas, do nada ele pode ter recaídas. Por isso a paciência é a chave para criar um bom e educado cãozinho”, acrescenta Semel.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.