Partido critica Câmara por permitir touradas em cidade de Portugal


O Bloco de Esquerda, partido de esquerda socialista em Portugal, criticou nesta quarta-feira (19), a Câmara Municipal da cidade de Póvoa de Varzim, no Norte do país, por permitir que continue ocorrendo práticas exploradoras, como as touradas, na cidade.

Partido julgou a decisão de continuação da prática exploratória das touradas na cidade
Partido de esquerda em Portugal busca o fim das touradas na cidade de Póvoa de Varzim (Foto: Global Imagens)

“A decisão da Câmara, em deixar de ceder gratuitamente a praça de touros para os espetáculos tauromáquicos, apesar de interessante, continua a permitir, efetivamente, a realização destes tristes eventos, com a agravante de, ao cobrar pela sua realização, passar a ganhar dinheiro à custa do sofrimento dos animais”, afirmou o partido.

O Bloco de Esquerda julgou a medida como “absolutamente inadmissível”. Além disso, eles também criticaram a RTP (Rádio e Televisão de Portugal), empresa estatal portuguesa que inclui estações de rádio e televisões públicas, por transmitir este tipo de evento explorador e abusivo com os animais.

“Grave é também ser retransmitida pela televisão pública, que banaliza esta violência em todo o país, incluindo para as crianças”, disseram no comunicado.

Para o partido esquerdista, “a tourada é uma exibição pública do sofrimento e maus-tratos dos animais que não pode ter lugar na sociedade”. Os bloquistas lembraram ainda que o programa de partido do município para as eleições de 2017 defendiam “o fim das touradas na cidade”.

Após as discussões na Câmara Municipal da cidade portuguesa, o Bloco de Esquerda decidiu promover uma manifestação nesta sexta-feira (21), em frente à Praça de Touros da Póvoa de Varzim, pedindo o fim da prática cruel contra animais na cidade.

O objetivo é que o movimento anteceda a realização da XXI Corrida de Touros TV Norte que vai ocorrer no local no mesmo dia, às 22h.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>