Bombeiro reanima cachorro com respiração boca a boca após incêndio


Um cachorro foi resgatado de um incêndio na casa de sua tutora na Califórnia, Estados Unidos. A guardiã Lamirande, de 35 anos, morava em Santa Mônica com seu cão Nalu, quando saiu para tomar um café no centro da cidade. Quando voltou para casa, encontrou a residência tomada pelas chamas.

O bombeiro sorri com cachorro resgatado em seu colo
Os bombeiro Andrew Klein segurando o cachorro resgatado logo após o incêndio e meses depois, durante uma das visitas (Foto: Reprodução / Jornal Ciência)

O cachorro ficou preso no local e acabou sendo intoxicado pela forte fumaça. A tutora ficou desesperada e, com a ajuda do seu vizinho, tentou arrombar a porta da residência, mas sem sucesso. Os vizinhos, então, acionaram o Corpo de Bombeiros.

Quando os militares chegaram, os moradores informaram que havia um cachorro preso na casa. Após alguns minutos, Nalu foi encontrado, mas já estava sem sinais vitais. Sem pensar duas vezes, o bombeiro Andrew Klein realizou uma ressuscitação boca a boca por cerca de 20 minutos no cão.

E, de repente, Nalu voltou a respirar normalmente e recuperou a consciência. Os vizinhos levaram a tutora e o cachorro para uma clínica veterinária, onde Nalu passou por diversos exames, mas passa bem.

Lamirande conta que mesmo tendo perdido seu lar, ela está muito feliz, pois o mais importante, que era Nalu, está são e salvo.

“O fato de que eles conseguiram trazê-lo de volta foi um milagre, então, quem se importa com coisas?”, disse Lamirande.

 

 

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>