CONTEÚDO ANDA

Idosa dedica vida ao cuidado de gatos com necessidades especiais

Com 12 gatos resgatados - todos com deficiência – a residência de Suellen Duga, de 72 anos, é um santuário para felinos em necessidade. Há Julie, que tem hiperplasia cerebral, Roo, que não pode caminhar com as pernas dianteiras, Buddy, que é cego, e Cory que possui um quadril deslocado

280

24/06/2017 às 06:40
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Vários felinos requerem medicação regular e visitas ao veterinário. Cada gato possui uma necessidade especial única, mas todos têm uma coisa em comum: encontraram um lar amoroso graças a ela.

Um dos gatos especiais cuidados pela idosa

Foto: Suellen Duga

Oferecer aos gatos um lugar para chamar de lar é algo que a idosa Suellen tem feito durante toda a vida.

Na década de 1970, Suellen encontrou gatinhos recém-nascidos fora de seu apartamento. Sem encontrar a mãe dos filhotes, ela estava determinada a ajudar.

Ela alimentou-os e se dedicou à sua sobrevivência, arriscando até mesmo seu trabalho pelo bem-estar deles.

“Eu não estava enganando ninguém na verdade, todos sabiam que eles estavam lá, mas ninguém me levou à gerência”, conta.

Os gatinhos não só sobreviveram, como ganharam lugares permanentes na casa e no coração de Suellen. “Claro que quando chegou a hora de adotá-los, eu não podia me separar com eles”, diz.

Ela os amou a vida toda e administrou uma loja local de alimentos naturais juntamente com seu marido durante 20 anos. Em 2007, ela estava pronta para uma mudança e começou a ser voluntária no Westfield Homeless Cat Project.

Gatinho vive com mais 11 felinos resgatados

Foto: Suellen Duga

“Havia gaiolas empilhadas umas nas outras no chão de concreto. Para uma mulher de 62 anos, ficar de joelhos em um chão de concreto frio não era a melhor maneira de fazer as coisas, mas eu queria muito ajudar os gatos”, explica.

Quando os gatinhos recém-nascidos precisaram ser alimentados com mamadeiras, ela nunca hesitou em acolhê-los.

“Eu sabia que a comunidade tinha apoiado minha loja por mais de 20 anos e senti a necessidade de retribuir. Parece corajoso, mas é assim que eu conduzo minha vida”, afirma ao I heart cats.

O trabalho duro e a dedicação de Suellen eventualmente lhe fizeram conquistar o cargo de coordenadora de adoção do abrigo. Ela facilitou inúmeras adoções de gatos, mas reserva um lugar especial no coração para os felinos com necessidades especiais.

Ela ressalta que os gatos deficientes do abrigo são muitas vezes ignorados pelos potenciais tutores. E, se eles são adotados, muitos são devolvidos ao local.

“Simplesmente não aguento que isso aconteça repetidamente”, desabafa.

Suellen começou a abrir sua residência para promover os animais com necessidades especiais.

Grupo de gatinhos que vive na residência

Foto: Suellen Duga

Muitos dos 12 gatos que atualmente compartilham o lar da idosa são “adoções falhas”. Ela faz tudo o que pode por eles e transformou sua casa para acomodar suas necessidades.

A “parede de gato” é um lugar onde seus companheiros podem ir e “distanciar-se de tudo”.

A gata Julie, que não pode caminhar sem se inclinar, possui uma caixa de areia especial e a caixa de areia de Roo é equipada com uma rampa. Ela também possui uma gaiola sobre rodas que carrega de um quarto para o outro.

Suellen usa um vaporizador comercial, uma máquina especial de limpeza de piso, um aspirador de pó e seu “balde e esfregão antigos” para manter a casa limpa e os gatos saudáveis.

Quando ela não está cuidando de sua família felina, trabalha em um segundo emprego à noite para pagar as despesas com o veterinário. Ela também possui uma apólice de seguro de vida de US$ 5 mil para garantir que os felinos sejam bem cuidados caso faleça antes deles.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.