Cerca de 90% dos animais resgatados são domésticos em rodovia de SP


Segundo dados da concessionária SPMar, que administra os trechos Sul e Leste do Rodoanel, mais de 790 animais foram resgatados no local desde julho de 2014. Deste número, 90% são animais domésticos e foram abandonados pelos seus tutores. A partir disso, a concessionária decidiu dar orientações aos motoristas que passam pela via.

Animais soltos em rodovias podem causar acidentes, atropelamentos e batidas de veículos. Rafael Souza, engenheiro de meio ambiente, explica, contudo, que acidentes como esses podem ser agravados por ações humanas. Jogar embalagens e restos de alimentos pela via, por exemplo, acaba atraindo animais de diversas espécies. “Esse é o principal fator. Outro é o próprio tráfego de pedestres na rodovia, pois o cheiro do ser humano acaba atraindo o animal, principalmente os domésticos. Os silvestres não, eles já são afugentados”, afirma.

Também é comum o aparecimento de animais silvestres em estradas, pois a maioria das rodovias ficam próximas a regiões de mata, rios e áreas com vegetação. “Ainda temos um número alto de animais que margiam a rodovia, infelizmente. Continuamos o nosso trabalho de conscientização junto aos moradores das áreas lindeiras e esperamos obter um resultado positivo num futuro próximo”, conta o gerente de operações da SPMar, Isaque Moraes.

Preguiça aparece em meio da rodovia
Animais silvestres aparecem frequentemente em rodovias por conta das áreas de vegetação (Fot: Reprodução / G1)

Para evitar que haja ocorrência, como atropelamento de animais silvestres, a concessionária fez no TRecho Leste, na região do Alto Tietê, 10 passagens subterrâneas para ajudar na travessia dos animais. “Essas passagens têm duas funções principais. Uma é defender a própria vida do animal, a outra é que ele não atravesse a rodovia pela faixa de rolamento e sim por um túnel subterrâneo. Garantindo assim, a segurança dos usuários da via”, segundo Rafael.

Contudo, apesar do aparecimento de animais silvestres ser comum nas rodovias por conta das áreas de vegetação, a SPMar divulgou o dado que diz que 90% dos animais resgatados desde julho de 2014, eram animais domésticos, que foram abandonados na via pelos seus tutores.

Cão abandonado em rodovia por tutores
90% dos animais encontrados na rodovia são domésticos, abandonados por seus tutores (Foto: Reprodução / G1)

Moraes conta que se a população não puder mais cuidar dos animais, que recorra para grupos e ONGs de proteção animal para acolhê-los. “A orientação é que a gente possa dar é que procurem uma ONG séria, que façam a doação para essa ONG, que esse animal com certeza será cuidado, será bem tratado e, posterior, ressocializado no meio dos animais”.

A concessionária também tenta defender os animais. Atualmente, a SPMar tem parceria com duas associações. Através desse acordo, a concessionária ajuda financeiramente para que o local cuide de animais resgatados. “Ração, veterinário, etc. [Animais] da SPMar ficam 10 dias. Se o tutor, ele vem e retira o animal. Se ele não se interessar, fica pelo pátio”, conta Josafá Amaro, que é dono do sítio.

Já os cuidados veterinários ficam sob a responsabilidade do médico veterinário Gustavo Marques de Oliveira. “Normalmente, animais que têm algum tipo de ferimento, a gente faz um atendimento para esse ferimento, manejo correto dessa ferida. A gente procura também instituir um tratamento de vermifugação, vacinação, para fazer o manejo sanitário desses animais e algumas emergências a gente tem que promover a eutanásia, quando é algum ferimento que põe em risco a vida desse animal, que tira a viabilidade desse animal”, explica.

A concessionária SPMar orienta que, em caso de animais encontrados na pista, o motorista deve diminuir a velocidade e ligar o pisca-alerta, para ajudar os outros motoristas a entender que há risco na pista. Assim que possível, o motorista deve ligar para a administração da rodovia para passar informações sobre a localização e as características do animal. O telefone de contato da SPMar é 0800 774 8877.

 

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

EMPREENDEDORISMO

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

RETROCESSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>