Saiba como identificar os sinais de doenças cardíacas em cães


Doenças cardiovasculares possuem como fator determinante a idade: quanto mais idosos os cães são, mais frágeis ficam. Pensando nisso, a médica veterinária da Nutriave, Ana Paula Có Lisboa, listou alguns sintomas que podem auxiliar no diagnóstico da doença e, principalmente, no tratamento precoce.

Cão idoso sendo tratado por veterinário
Animais possuem alguns sintomas que podem indicar ao tutor que ele sofre com doenças cardíacas (Foto: Reprodução / PetBlog)
  • Tosse: a tosse é um sintoma comum de muitas doenças, mas é preciso ficar atento à junção dos outros sinais.
  • Fraqueza e isolamento: esses sintomas podem estar aliados a outros, como a perda de apetite e a mudança comportamental. Por isso, vale a pena ficar atento.
  • Problemas respiratórios: se houver a modificação no padrão de respiração do animal, é necessário acender a luz de alerta, pois doenças do coração causam dificuldade para respirar, falta de ar ou respiração acelerada.
  • Perda de apetite: a falta de apetite do cão ou gato é um sintoma comum de muitas doenças, no entanto, associado a outros fatores, torna-se determinante para o diagnóstico da doença cardíaca.
  • Mudança comportamental: indisposição para brincar, cansaço e semblante deprimido também são pequenos sinais que podem indicar uma doença cardíaca. Permaneça sempre em alerta para as mudanças de comportamento do seu animal doméstico.
  • Alteração no peso: quando o animal perde muito peso repentinamente, é preciso levá-lo ao veterinário, pois pode ser sinal de uma doença cardíaca já em desenvolvimento. Da mesma forma, o falso ganho de peso, atribuído pelo excesso de líquido retido, devido à insuficiência cardíaca, também é um sinal de alerta para o tutor e, quando associado a outros sintomas, podem auxiliar na identificação da doença.
  • Inquietação: a dificuldade em dormir e a inquietação também podem indicativos de doença cardíaca, já que dão sinal de que o animal está sentindo algum incômodo.
  • Perda de consciência: desmaios são sinais graves, mesmo que temporários. Nesses casos, é primordial levar o cão ao médico veterinário imediatamente, pois pode ser sinal de muitas doenças graves.
  • Sintomas graves: inchaços no abdômen (edemas), nas extremidades do corpo e acúmulo de líquido nos pulmões são sintomas sérios e precisam ser acompanhados de perto por um médico veterinário.

É importante destacar que qualquer modificação na rotina do dia a dia do animal deve ser identificada e anotada, para informar ao médico veterinário. Assim, o animal pode realizar os exames necessários e receber o tratamento com antecedência, prevenindo o agravamento da doença.

Fonte: Folha Vitória


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>