Idoso é condenado à prisão após atirar em gatinho na Inglaterra


Um homem, 73 anos, foi condenado à prisão por atirar com uma pistola de ar em um gatinho, da raça siamês, que teria invadido o jardim de sua casa em Cambridge, na Inglaterra.

Gatinho aparece enfaixado após cirurgias
Gatinho foi baleado no pescoço e no quadril (Foto: Reprodução / Meio Norte)

De acordo com o jornal inglês Daily Mail, ao ver o gatinho, Christopher Boswell disparou duas vezes a arma e depois jogou o animal pela cerca. No mesmo dia, a tutora do filhote, Caroline King, estava procurando por ele quando passou pela casa de Christopher. Sem qualquer tipo de remorso, o homem admitiu o crime.

O gato filhote foi levado ao hospital veterinário, onde precisou passar por procedimentos cirúrgicos para retirar os projéteis e acabou tendo que amputar a pata direita traseira. Apesar dos ferimentos graves, o animal se recupera bem e já recebeu alta do hospital.

Gatinho aparece com pata traseira direta amputada após agressão
Gatinho teve que passar por procedimento cirúrgico de amputação da pata traseira (Foto: Reprodução / Meio Norte)

O Tribunal de Magistrados de Cambridge julgou o caso. Durante a audiência, o aposentado admitiu que pratica atividades de caça desde os 17 anos de idade e alegou sofrer com o alcoolismo e lutar contra um câncer.

Após a investigação confirmar que a bala que atingiu o gato era da arma do idoso, o julgamento das autoridades foi de que se tratava de “um incidente desagradável que merecia uma sentença de prisão”.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO HUMANA

TRAGÉDIA

MASSACRE

ESTUDO

FINAL FELIZ

MIGRAÇÃO

EXPLORAÇÃO

APELO

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>