Abelhas estão ameaçadas de extinção, afirmam especialistas


O egoísmo humano em aumentar cada vez a produção industrial e a expansão de zonas urbanas têm gerado externalidades que levam ao aumento da quantidade de espécies de animais extintos. Animais como o mico-leão-dourado, lobo-guará, tartaruga-gigante, arara-azul, onça-pintada e o urso panda já estão ameaçados de extinção. Agora, a novidade é que as abelhas também entraram para a lista.

Imagem mostra aquecimento global e o derretimento das calotas polares
O desmatamento, as queimadas e a poluição são algumas das causas da extinção de espécies de animais (Foto: Reprodução / O Tempo)

A US Fish and Wildlife Service (FWS), entidade norte-americana equivalente ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), identificou em outubro do ano passado que a população de sete espécies de abelhas conhecidas como “cara amarela”, oriundas do Havaí, estão tendo uma redução assustadora.

Contudo, essa redução populacional não está ocorrendo só no arquipélago do Pacífico. Entre os anos de 2012 e 2013, 31% dos insetos nos Estados Unidos desapareceram. No continente europeu, o índice chegou a 53% e no Brasil chegou a quase 30%. E foi a poluição, a destruição de habitats e pesticidas que causaram essa queda.

Importância

A importância das abelhas é tremenda para a manutenção de diversos ecossistemas, pois são consideradas pelos cientistas os “órgãos sexuais” de plantas e vegetais, sendo essenciais para espalhar o pólen em todo o reino vegetal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>