CONTEÚDO ANDA

Moradores enchem praça com potes de água em repúdio à repreensão de protetora

Moradores se reuniram para dar água e alimento aos cães que vivem no Largo de São Sebastião, região Central de Manaus, Amazonas. O ato ocorreu nesta quinta-feira como repúdio ao...

537

19/05/2017 às 10:35
Por Sophia Portes

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Moradores se reuniram para dar água e alimento aos cães que vivem no Largo de São Sebastião, região Central de Manaus, Amazonas. O ato ocorreu nesta quinta-feira como repúdio ao que aconteceu com Ana Paula Barbosa, que foi conduzida até a delegacia, nesta quarta-feira (17), após oferecer água aos animais que vivem no local.

Cães e potes com água na praça

Em repúdio à administração do parque, protetores e moradores deram água e alimentos aos cães durante manifestação (Foto: Reprodução / A Crítica)

O ato dos moradores foi uma forma de protesto que contou com a participação de integrantes de ONGs de defesa animal. Todos se dizem indignados com a ação da Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas (SEC), órgão que administra a praça.

O estudante Francisco Júnior, 18 anos, acredita que a ação é válida, uma vez que não existe lei que proíba quem alimente animais. “Para mim está sendo um imenso prazer participar. Como já foi dito por diversas pessoas, não existe nenhuma lei que proíba de alimentá-los ou de fazer qualquer outra ação que seja para o bem deles. As pessoas não precisam gostar dos animais, mas que não os maltratem também”, declarou.

O administrador Lucas Guimarães, 31 anos, disse, em entrevista ao portal A Crítica, que ficou desapontado com o que aconteceu com Ana Paula, que estava somente hidratando os animais em um dia de sol. “Fiquei desapontado com o que aconteceu porque participo de um grupo de (proteção de) cachorros. Fiquei insatisfeito com a situação e decidi vir aqui com o meu cachorro, porque não existe lei que permita que isso aconteça”, afirmou.

Protetores e moradores protestando e defendendo a ação de cuidar dos animais comunitários

Manifestantes criticaram o ocorrido e defender a ação de Ana Paula (Foto: Reprodução / A Crítica)

A vereadora e advogada, Joana D’Arc (PR), conhecida por defender a causa dos direitos animais, ajudou os organizadores com a promover a manifestação em repúdio à administração do largo. No dia em que Ana Paula foi levada à delegacia, a benfeitora ligou para a vereadora e pediu que ela a acompanhasse na ida até a delegacia após ter sido ameaçada pelos policiais.

“A ideia surgiu como uma forma de repúdio ao ato da gestora do largo de pedir para a polícia conduzir de forma coercitiva uma cidadã de bem que estava dando água para os cachorros que estão aqui. Então, a causa animal decidiu se unir e se posicionar contra esse tipo de atitude. Hoje não existe nenhuma lei, em nenhum âmbito, que proíba a pessoa de alimentar ou dar água para os animais”, afirmou ela.

A vereadora completou dizendo que na próxima segunda-feira (22), ela irá protocolar um Projeto de Lei na Câmara Municipal de Manaus para coibir ações como as que ocorreram.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.