Após dois dias de busca, corpo de filhote de peixe-boi é encontrado na orla de PE


Corpo de filhote de peixe-boi morto foi encontrado na faixa de areia da Praia Pau Amarelo
O animal foi levado para a base do Cepene, em Itamaracá (Foto: Cepene / Divulgação)

O corpo de um filhote de peixe-boi foi encontrado, após dois dias de busca, na paia de Pau Amarelo, em Pernambuco por uma equipe do Centro de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade do Nordeste (Cepene).

O animal, localizado na faixa de areia, estava com o focinho ensanguentado. Ele foi levado para a base do Cepene, em Itamaracá, no Litoral Norte.

A causa da morte do peixe-boi não poderá ser identificada, uma vez que o corpo foi achado já em estado avançado de decomposição e, por isso, não será possível a coleta de materiais de necropsia. Contudo, amostras serão colhida para produzir análises genéticas do animal na tentativa de indicar algo que possa ter causado o falecimento do peixe-boi.

Fernanda Attademo, veterinária do Cepene que participou do resgate, disse ao FolhaPE que este é o primeiro filhote da espécie encontrado na região. “A área era tida como sem ocorrência (para filhotes), mas os animais reintroduzidos em Alagoas têm frequentado essa área. Isso reforça a importância da região na conservação da espécie e também uma possível reconexão das populações existentes mais ao sul”, analisa.

Pensando nisso, o Cepene irá promover atividades de conscientização e educação ambiental com os banhistas e moradores da região a fim de ensiná-los como proceder em casos de encalhe, como por exemplo, não tocar nos animais, não tentar retirá-los da água e não alimentá-los. “E se apresentar alguma anormalidade ou ferimentos, é para ligar imediatamente para a nossa equipe”, reforçou o coordenador do Cepene, Leonardo Messias.

Para contatar o Cepene basta ligar para os telefones: (81) 3676-1166, 3976-1109 ou 99189-8984.

Por Sophia Portes | Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>