Assembleia recria comissão de proteção animal em Minas Gerais


A Comissão Extraordinária de Proteção dos Animais de Minas Gerais, que funcionou de 2015 a 2016 foi recriada após uma decisão da Assembleia Legislativa. A decisão estabelece a continuidade da comissão por até dois anos, com ênfase em aprimorar a legislação protetora e promover parâmetros de bem-estar para os animais, segundo a Mesa Diretora.

O principal objetivo da comissão, de acordo com o Legislativo, é promover debates e propor medidas relacionadas aos animais, avaliar o papel das associações de proteção e as políticas de conscientização de proteção animal. O colegiado também poderá fazer audiências e debates públicos, visitas técnicas e reuniões com convidados.

cachorro preto e branco malhado dentro de um mini canil em uma feira de adoção
A comissão de proteção dos animais fez uma feira de adoção na Assembleia em 2015 | Foto: Guilherrme Bergamini / ALMG

Contra vaquejadas e testes em animais

Com relação à exploração animal, a comissão além de conscientizar a população sobre os maus-tratos e abandono de animais, deve se empenhar na discussão de projetos como o que proíbe rodeios, provas de laço, vaquejadas e similares em Minas Gerais e o que veda a realização de testes em animais.

O deputado Noraldino Junior (PSC), que presidiu a comissão no último biênio e deve continuar no comando, diz que a volta da comissão é resultado do trabalho realizado e da conscientização dos deputados sobre a necessidade de lutar pelos direitos dos animais. Ele aponta o abandono de animais como um grande problema a ser tratado.

“Precisamos pensar na causa como uma questão de saúde pública. O manejo populacional ético é um bom exemplo disso, já que é uma forma de investir na prevenção de novas zoonoses. Se os governos não se atentarem para o tema podemos ter problemas futuros para a saúde do homem”, disse Noraldino.

Por Janaína Fernandes | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>