CONTEÚDO ANDA

Prédio no centro de SP organiza vaquinha para salvar gato ferido

O rateio foi organizado por cerca de mil moradores do edifício Planalto, região central de São Paulo em decorrência aos cuidados necessários ao ex- gato de rua. Adotado pelo prédio,...

99

21/04/2017 às 07:00
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Artachinho está sobre cuidados veterinários. Foto: Avener Prado/ Folhapress

Artachinho é provavelmente um dos gatinhos pretos mais sortudos do mundo, mas essa história não começa de um jeito feliz. Em situação de rua, ele foi encontrado na rua Dona Maria Paula, em frente ao número 279, no edifício Planalto, no Centro SP, gravemente ferido, ensanguentado e chorando de dor.

Funcionários do prédio foram os primeiros a encontrá-lo. “Entrei às 6h. Ao assumir meu posto, ouvi um miado. Perguntei para meu colega o que era aquilo, e ele viu que era um gatinho machucado”, conta Eliane Matos, porteira do imóvel. O gatinho foi socorrido pelos porteiros, que rapidamente improvisaram uma cama para o conforto dele.

Batizado de Artachinho, em homenagem ao arquiteto Artacho Jurado, responsável pelo projeto que deu origem ao nascimento ao edifício, o gato de aproximadamente oito meses de vida foi levado para atendimento veterinário pelos funcionários, que, inclusive, organizaram uma vaquinha para custear as despesas.

Após o gatinho ser examinado, ficou constatado que, provavelmente, o motivos das lesões sejam maus-tratos, violência humana, ou um atropelamento. “Ele tem uma fratura exposta e os dois lados do quadril espatifados. Foi feito um ultrassom abdominal, ele está bem, na medida do possível. Está comendo,” enfatizou Alexandre Akagi, veterinário responsável pela recuperação do animal.

Raio-X mostra a fratura do gato preto Artachinho | Avener Prado/Folhapress

O tratamento inicial de Artachinho ficou no valor de 2.600 reais. Apenas no primeiro dia, funcionários e moradores arrecadaram mil reais. Após o caso do gatinho ter sido divulgado em redes sociais, uma mulher entrou em contato para saber o valor que faltava e em seguida depositou o montante, sem querer ser identificada. Assim, o gato seguiu para a cirurgia.

Desdobramentos

O gato foi atendido inicialmente em uma clínica próxima ao edifício, mas consegui um desconto em uma clínica em Guarulhos, Região Metropolitana de São Paulo. Internado, Artachinho aparenta estar bem disposto e logo poderá operar. A cirurgia será feita para reparar o fêmur que foi quebrado. Para isso, será feita a inserção de placas de titânio, parecidas com a usado em humanos. “Pode ser que a gente não consiga ter sucesso em um dos membros, e ele tenha de ser amputado, mas vamos tentar”, explicou o médico veterinário.

Além da cirurgia, ainda será necessário quitar os custos da internação e os cuidados pós-operatório, Renata Oliveira, administradora e moradora do edifício, faz um apelo a todos que puderem ajudar que entrem em contato através do e-mail: [email protected]

Avener Prado/Folhapress

Após procedimento cirúrgico o animal já tem destino certo. O novo lar é de uma amiga de Renata, que manifestou interesse em adotá-lo. O gatinho finalmente terá seu final feliz. Ou, como disse um dos porteiros, que pediu para não ser identificado em entrevista à Folha de SP: “Artachinho é o gato preto mais sortudo de São Paulo”.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.