CONTEÚDO ANDA

Fotos retratam a relação especial entre gatinho e idoso com Alzheimer

Nunca é tarde demais para fazer um novo melhor amigo - basta perguntar a Jiji e ao doce gatinho Kinako, que transformou a vida do idoso.

93

21/04/2017 às 06:40
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Akiko DuPont

Nunca é tarde demais para fazer um novo melhor amigo – basta perguntar a Jiji e ao doce gatinho Kinako, que transformou a vida do idoso.

Jiji tem 94 anos e vive em Tóquio, no Japão, com sua esposa e sua neta, a fotógrafa Akiko DuPont. Há alguns anos, ele foi diagnosticado com a doença de Alzheimer e pareceu perder a esperança de que nunca seria o mesmo novamente.

Foto: Akiko DuPont

“Acho que quando você descobre que tem Alzheimer, é fácil começar a se sentir amedrontado, sozinho, triste e perdido”, disse DuPon.

“Percebi isso nele, ele tentou esconder, mas eu podia ver, ainda era Jiji, um homem amoroso, mas aos poucos começou a construir um muro entre ele e outras pessoas”, completou.

Essa situação permaneceu até que Jiji conheceu Kinako. DuPont diz que seu avô sempre foi um amante dos animais, mas só tutelava cães. Sua opinião dos gatos não era muito positiva – porque os gatos da vizinhança às vezes usavam seu jardim como uma caixa de areia.

Foto: Akiko DuPont

Por isso, quando ela resgatou um gatinho, decidiu que o melhor era ser discreta. O que aconteceu depois mostrou que ela não precisava, conforme mostra o The Dodo.

Foto: Akiko DuPont

“Na verdade, não consegui nenhuma permissão e primeiro o escondi no meu quarto. O vovô entrou e viu Kinako, com quatro meses de idade – e seus olhos brilhavam repletos de felicidade, era algo que eu não via há algum tempo”, disse DuPont.

Foto: Akiko DuPont

Foi nessa época que DuPont decidiu começar a documentar a vida cotidiana de seu avô em casa com o gato, que ele felizmente reivindicou como seu.

Não muito tempo depois, Jiji e Kinako se tornaram uma dupla inseparável. O gato decidiu acompanhar o idoso em um dos seus passatempos favoritos: ler jornais e recortar artigos de que ele gosta.

Foto: Akiko DuPont

O gatinho supervisiona seu tutor, mas nem sempre ajuda muito. “Quase todos os dias, quando Jiji corta o jornal, Kinako salta sobre a mesa, então eles discutem, desistem, entendendo que só desejam fazer o que querem”, conta DuPont.

Entretanto, o que mais importa é que Jiji possui um amigo tão querido ao seu lado e Kinako está sempre por perto.

Foto: Akiko DuPont

Ter um gato pode parecer algo comum, mas isso mudou a vida de Jiji e de Kinako. É possível dizer que eles são almas gêmeas.

“Eles se reúnem, compartilham seus momentos importantes, se certificam de que estão tendo um bom dia. Kinako e Jiji tiram uma soneca juntos e muitas vezes dormem em uma posição semelhante. Não sei como isso acontece, mas é verdade”, finaliza DuPont.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.