CONTEÚDO ANDA

Corpo de leão da montanha confirma presença da espécie em território canadense

Por Andressa Aricieri/ Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Mandi Weist

Uma descoberta surpreendente fez com que a Thunder Bay respondesse uma pergunta de décadas sobre a existência ou não de leões da montanha no noroeste de Ontario, no Canadá.

Mandi Weist, seu namorado e alguns amigos estavam explorando uma área de poço de areia próxima à Boreal Road quando encontraram uma van estacionada no local. Eles perguntaram se as pessoas que estavam dentro do veículo estavam bem e ouviram como resposta: “sim, mas estávamos apenas observando o leão da montanha”.

O grupo estacionou o jipe para dar uma olhada. Eles puderam ver havia mesmo um puma (como também é chamado o animal) parcialmente congelado dentro de um banco de neve, de acordo com a CBC.

Sabendo que a presença do animal era extremamente rara, o grupo o colocou no veículo e o levou para Thunder Bay.

Weist disse que eles sabiam que tinham que entrar em contato com o Ministério de Recursos Naturais e Florestas do Ontário (OMNRF) sobre a descoberta.

Ela relatou que o taxidermista Dan Cavicchiolo também foi consultado quando eles decidiram levar o animal para o Boreal Tales Taxidermy na Hwy 61, a sudoeste de Thunder Bay.

Cavicchiolo confirmou que o animal trazido era, de fato, um leão da montanha. “É definitivamente um puma macho totalmente adulto”, disse.

Cavicchiolo acredita que a parte do puma que foi congelada pela neve parecia estar bem preservada. Ele disse que a parte de trás estava mais decomposta. O animal tinha grandes garras e ótimos dentes, mas estava extremamente magro e tinha atrofia nos músculos, ele disse. “Ele estava realmente em má forma quando tirei sua pele. Muito magro. Pesava mais ou menos 36 quilos, mas era só pele e osso. Parecia ter morrido de causas naturais”, afirmou.

O taxidermista removeu entre 50 e 75 espinhos de um porco do ombro e nariz do puma, mas disse que não havia nenhum na boca do grande felino. O caso o convenceu de que alguns pumas consideram o noroeste de Ontario como seu lar.

De acordo com o site da OMNRF, os pumas são espécies ameaçadas de extinção em Ontario. Um oficial do Ministério de Preservação compareceu ao local e o grupo foi informado que aquela era a primeira carcaça confirmada de um leão da montanha em Ontario.

O site do ministério observa que “os pumas são mais propensos a viver no noroeste de Ontario em habitats remotos. Entretanto, também há relatos da presença da espécie na parte sudoeste da província.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui