Covarde e cruel: 38 mil pintinhos são queimados vivos durante protesto na Nova Zelândia


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: iSTOCK

A organização neozelandesa de resgate de animais NSPCA fez um apelo ao público para obter informações depois que manifestantes queimaram 38 mil pintinhos até a morte em Lichtenburg.

Os animais estavam em um transportador que foi incendiado por membros da comunidade local que protestavm contra a  entrega de serviços.

A NSPCA disse que não havia imagens da atrocidade, o que prejudicou a possibilidade de construir um caso de crueldade aos animais, já que nenhum criminoso poderia ser identificado.

A organização descreveu o incidente como “covarde, horrendo e terrivelmente cruel” e revelou que, ao ser alertada, enviou uma equipe para a área, mas depois foi informada pelo diretor da Opti Chicks que não havia filhotes sobreviventes e que a multidão se dispersou, de acordo com o Times Live.

Ele disse em uma declaração: “Durante o tumulto de um protesto contra a entrega de serviços em Lichtenburg, nosso caminhão Opti Chicks foi pego e queimado com pintinhos vivos dentro. Alguns foram jogados para fora do caminhão e eles usaram o caminhão para esmagar os filhotes”.

A NSPCA ressaltou que o sofrimento dos animais foi inimaginável: “Foi agonizante, prolongado e totalmente desnecessário”.

A organização afirmou que quaisquer detalhes sobre a identidade dos informantes não seriam reveladas sob nenhuma circunstância.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VISIBILIDADE

CANADÁ

ABRAÇO ANIMAL

DENÚNCIA

JAPÃO

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>