Voluntários se unem para cuidar de animais maltratados na Cidade Azul (SC)


Por Sophia Portes | Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Foto: Eloise de Souza/Divulgação/Notisul

O grupo “Protetores dos Animais de Tubarão” foi formado através das redes sociais, unindo diversos profissionais com um único objetivo: ajudar os animais. Os integrantes realizam ações arrecadatórias para conseguir pagar tratamento de cães e gatos resgatados das ruas da Cidade Azul, em Tubarão, Santa Catarina.

A última ação de resgate do grupo foi feita neste fim de semana, quando um dos integrantes encontrou um cavalo agonizando em um terreno no Humaitá de Cima. Eloiza de Souza, voluntária do grupo, disse que os amigos ficaram espantados ao ver o quão debilitado o equino estava. “Ficamos monitorando o cavalo até que um veterinário nos orientou a dar 20 litros de soro e colocá-lo de pé. Dava a impressão que ele já havia sido bastante maltratado”, afirma.

Além de fornecer alimentos e medicamento, os voluntários também deram muito carinho ao animal, mas infelizmente, ele não resistiu e faleceu nesta segunda-feira (24). Atualmente, o grupo ajuda no tratamento de três cães em clínicas da cidade, sendo que dois deles estão fazendo sessões de quimioterapia. “Estamos sempre buscando recursos para poder proporcionar uma vida melhor a eles”, conta Eloise.

Para conseguir recursos financeiros para continuar a fazer os resgates, alimentar e bancar tratamentos, os Protetores dos Animais realizam ações como pedágios beneficentes, feiras de adoção e ações arrecadatórias. A próxima ação será o “Cãorreteiro” em 11 de junho. O evento é um almoço cujo valor arrecadado com a venda de convites será revestido para a manutenção do tratamento dos animais.

Quem tiver interesse em participar de uma ação beneficente do grupo ou ser um voluntário, pode contatar os integrantes através da página do Facebook Protetores dos Animais – Tubarão SC.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>