Filhote de tartaruga-verde é encontrado morto em praia de Vilas do Atlântico (BA)


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Animal estava há cerca de 4 dias na praia | Foto: Reprodução G1

Em Lauro de Freitas, na Bahia, um filhote de tartaruga-verde foi encontrado morto em uma praia de Vilas do Atlântico, Salvador. As tartarugas-verdes, assim como outras espécies de tartaruga, são consideradas animais ameaçados de extinção.

Depois de serem feitos alguns exames preliminares, acredita-se que o filhote morreu depois de ter ficado preso a uma rede de pesca, segundo informações do Projeto Tamar. Ainda segundo representantes do projeto, o animal tinha marcas de fio de nylon, o qual é usado na confecção de redes de pesca. O animal foi fotografado por um banhista que passava no local.

A tartaruga que estava em estado de decomposição, tinha entre 2 e 3 anos e pesava cerca de 10kg e media 35 centímetros, segundo o Tamar. A autópsia realizada no animal apontou que ele estava morto há pelo menos 4 dias. Após o exame, os biólogos do projeto enterraram a tartaruga na praia. O sexo do animal não foi identificado devido ao estado avançado de decomposição.

O Tamar informou que as tartarugas-verdes podem viver, em média, 80 anos e que aos 20 elas alcançam a fase adulta. A aparição dessa espécie no litoral da Bahia é comum e as redes de pesca oferecem risco aos animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>