Polícia encontra cadela que foi estuprada por homem em Cuiabá (MT)


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Cadela que aparece em vídeo de zoofilia postado por universitário é resgatada | Foto: Divulgação/Polícia Civil de MT

A cadela que foi estuprada pelo estudante Hemerson Fernandes Pedroso e estava desaparecida em Cuiabá (MT), foi encontrada pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema). O animal foi encontrado no bairro Pedro 90 e será entregue para uma entidade de proteção a animais.

Além da cadela Branquinha, os outros dois cães que estavam sob a guarda responsável do abusador também serão encaminhados para uma entidade. O homem responde por maus-tratos a animais e associação criminosa, pois é suspeito de fazer parte de um grupo de zoófilos (pessoas que têm prazer em abusar sexualmente de animais). Hemerson ficou preso por cinco dias.

O homem que divulgou um vídeo abusando sexualmente da cadela nas redes sociais, causou revolta na rede e em diversas Organizações Não-Governamentais de proteção aos animais.

A cadela estava sob a guarda responsável de um conhecido do homem que ao ver as notícias sobre o caso, entrou em contato com os policiais para entregá-la. Conforme a Dema, desde a notícia do vídeo, a Polícia Civil realizou diversas investigações pela região onde o estudante morava. Mais de 50 moradores foram contatados.

Aos policiais, o criminoso contou que a cadela foi recolhida na rua e estava há cerca de quatro meses em sua casa, local onde havia mais três animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>