Saiba mais sobre o registro oficial de animais


Foto: Web Cachorros

Você já pensou em registrar um cão em cartório? Sabe pra quê você pode usar esse documento e qual a importância de fazer esse registro? Acredite, registrar seu cãozinho em cartório pode ser uma ótima ideia.

Registro não é frescura

Muita gente pode pensar que registrar seu cão em cartório e dar seu sobrenome a ele pode ser muito importante por vários motivos. Caso seu cãozinho se perca e alguém o ache, se apaixone por ele e resolva ficar com ele, ter o registro em cartório pode ser necessário para resgatá-lo.

O mesmo documento pode ser usado durante separações, alguns casais se separaram e acabam entrando em uma disputa pela guarda do animal. Quem o registra em cartório garante que não vai perder a guarda, que pode ser compartilhada ou total, dependendo da situação.

Caso você se mude para um lugar distante ou precise pegar avião para chegar ao seu novo lar, é necessário ter o registro do seu cãozinho. Para poder leva-lo para a sua nova residência é preciso ter esse documento além de outros.

Guarda responsável

A guarda responsável é um dos motivos mais importantes para se registrar animais domésticos em cartório, infelizmente muitos cães são abandonados no país e o registro em cartório gera maior responsabilidade para o tutor.

Afinal o cão estará ligado oficialmente ao tutor e, se ele for encontrado abandonado ou em situação de maus- tratos, é importante que o tutor prove que está procurando pelo cão perdido. Cães precisam de muitos cuidados e o registro é uma forma de reafirmar essa responsabilidade do tutor.

Como realizar o registro?

Nem todas as cidades do país realizam esse registro de animais domésticos, é necessário procurar saber se os cartórios da sua cidade realizam esse registro. Caso não façam esse trabalho, é procure uma empresa especializada que emita esse registro e que seja um documento válido.

O que levar para registrar o animal?

No geral, além de precisar da carteirinha de vacinação, é preciso levar os documentos do responsável pelo animal, comprovante de residência, CPF e RG. Leve não apenas os números do seu documento, mas o documento com foto. Ligue antes no local que pretende registrar seu cãozinho e confirme a documentação necessária.

Fonte: R7


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>