Projeto prevê normas obrigatórias para tutores de animais em Rondonópolis (MT)


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Chipagem e identificação serão obrigatórios

Um projeto que visa estabelecer deveres e penalidades para tutores de animais domésticos, como a identificação e a chipagem, foi aprovado pelos vereadores da Câmara Municipal de Rondonópolis (MT).

O documento prevê que tutores deverão identificar os animais através de uma placa que contenha o sexo do animal doméstico, nome e telefone do responsável. Outra determinação é a chipagem, que será realizada sobre a supervisão de um médico veterinário. Depois de incluído no corpo do animal, o chip poderá ser identificado por leitores universais.

O custo para implantação vai variar de R$8 a R$15. Para se adequarem a nova norma os tutores terão um prazo determinado. O projeto estabelece que o processo de castração será opcional. Quem descumprir as novas determinações estará sujeito a penas que vão de leves, graves a gravíssimas, com possível aplicação de multas aos infratores.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>