Em Ferros (MG), protetores criam ONG de defesa aos animais


Janaína Fernandes | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

A instituição atuará em parceria com faculdades de veterinária | Foto: Divulgação

Dois amigos profissionais da área da saúde, ao notarem os problemas de maus-tratos e abandono de animais em Ferros, município de Minas Gerais, se uniram para criar uma ONG de defesa aos animais, a Associação de Proteção aos Animais Toca de Assis (APATA).

Marilda Assunção Gonçalves, uma das idealizadoras da instituição, afirma que a APATA atuará na defesa dos animais em conjunto com faculdades de veterinária para a realização de um mutirão de castração: “Já cansamos de presenciar maus-tratos, como envenenamento de gatos e abandono de animais doentes e idosos. Está na hora de fazermos alguma coisa para mudar isso”. Para a ONG, o abandono de animais e os maus-tratos geram várias consequências, como a superpopulação e a transmissão de doenças.

Neste sábado, 22 de abril, a Apata realizará uma Assembleia Geral aberta à população, às 10h, no Centro Cultural Roberto Drummond. Na ocasião haverá discussão e aprovação do Estatuto, eleição e posse da Diretoria e Conselho Fiscal. Estão confirmadas as presenças de representantes das ONGs Ampari, de Itabira, e Amar, de Santa Maria de Itabira.

História

Depois de três anos desenvolvendo o projeto, Marilda Assunção e Hugo Magalhães criaram a ONG depois de conseguirem apoio da Polícia Ambiental da ADAF (Associação de Defesa Ambiental de Ferros). Com o objetivo de construir um canil/gatil, os amigos receberam orientações iniciais da polícia e a partir daí, buscaram leis que protegem os animais. Também fizeram contato com outras ONGs, para receberem assessoria e suporte.

A ONG também recebeu apoio de vários outros protetores, que também viram a necessidade de se criar uma associação e buscar parcerias para conseguir castração, vacinas e conscientização.

ONG ganhou força após apoio de Polícia Ambiental | Foto: Divulgação

Colabore e participe!

Segundo a ONG, cerca de 200 cães e um número maior de gatos, estão abrigados em casas de protetores voluntários. A associação não possui sede e conta com a ajuda da população.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>