Python salva de laboratório recebe tratamento para se desintoxicar de metanfetamina


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Joe Raedle/Getty Images

Uma python de seis pés, que mostrou sinais de dependência de metanfetamina depois de viver em um laboratório de drogas, foi levada para ser reabilitada em uma prisão na Austrália.

Depois de meses de tratamento no Centro para Animais Selvagens dos Serviços Corretivos, administrado em Windsor, a python foi finalmente desintoxicada.

A cobra de seis pés de comprimento foi resgatada durante uma operação no laboratório.

Conforme relatado pelo International Business Times, a python havia absorvido a droga através de sua pele e tornou-se viciada na substância. O veículo acrescentou que a python estava mais agressiva do que o normal e parecia nervosa, de acordo com o Nature World News.

Devido ao efeito da metanfetamina na cobra, ela teve de ser desintoxicada durante seis semanas. Mitchell explicou que levará muito tempo para que a droga saia do sistema do animal.

No entanto, o centro foi capaz de acalmá-la e recuperar seu padrão de alimentação normal. O centro de vida selvagem da instituição de detenção funciona há quase 20 anos. Além de cobras, o programa de reabilitação também trata de dragões barbudos, cangurus, wallabies, gambás, aves nativas, entre outros animais.

Os animais ficam sob os cuidados de 14 prisioneiros selecionados em uma instalação de segurança mínima. O trabalho deles envolve a limpeza e alimentação dos répteis não venenosos, enquanto profissionais treinados cuidam dos venenosos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HABITATS DESTRUÍDOS

TRISTEZA

AVANÇO

ESTELIONATO

MALDADE

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>