Cão espera por tutor detento na porta de delegacia em Piripiri (PI)


Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Fonte: Cidade Verde

Um cão sem raça definida  aguarda há aproximadamente três semanas seu tutor na porta da delegacia de Piripiri, no Piauí. Mas todos os detidos do Distrito Policial já foram transferidos para o presídio e ninguém sabe ao certo quem é o guardião do animal.

O cachorro já comoveu a todos os moradores do entorno e agentes policiais. A moradora Dária Silva fez uma publicação em seu Facebook contando sobre a história dele e sensibilizou os internautas.

“Os animais têm mais respeito e consideração pelas pessoas do que muitos têm pelo seu próximo”, diz um comentário. “Muito amor! Uma vez assisti um filme parecido! História real…”, comentou outra pessoa.

Muitas pessoas têm comparado o caso ao filme “Sempre ao seu lado”. A história é baseada em fatos reais e conta sobre um cão chamado Hachiko, da raça akita, que é adotado por um professor universitário (Richard Gere) e passa a acompanhá-lo até a estação e esperar seu retorno todos os dias, onde o tutor embarca para dar aulas. E o cão, sempre fiel, continua a esperar o tutor, mesmo após sua morte.

Fonte: Cidade Verde

Em Piripiri, o cãozinho também parece não querer deixar seu tutor e por isso ele não abandona a porta de delegacia. O delegado responsável pela unidade, Ricardo Oliveira, disse que o cão fica agitado sempre que novos detentos chegam. “Ele fica como se estivesse esperando o tutor voltar. Nós sabemos que ele chegou com alguns presos, mas todos já foram para o presídio de Esperantina (174 km de Teresina) e não sabemos quem é o responsável por ele. Queremos encontrá-lo, porque ele tem coleira, está bem cuidado”, comentou o delegado.

Fonte: Cidade Verde

O delegado informou que esta semana um policial civil levou o animal até uma clínica veterinária para checar seu estado de saúde. E o cãozinho pode se tornar o mais novo mascote da unidade policial.

“Nós queríamos que ele voltasse para o tutor, estamos tentando descobrir quem é, mas se não encontrarmos, vamos adotá-lo, porque ele não deixa a delegacia”, declarou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>