Taiwan é o primeiro país asiático a sancionar lei que proíbe consumo de cães e gatos


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Getty Images

Em uma grande conquista para os direitos animais, o  parlamento de Taiwan sancionou uma lei proibindo o assassinato de gatos e cães para consumo humano.

A medida também proíbe condutores de automóveis ou de moto de viajar com animais domésticos usando coleiras.
Qualquer pessoa que violar a legislação pode enfrentar uma grande multa ou até dois anos de prisão e ter seu nome e fotografia tornados públicos.

As medidas foram introduzidas para melhorar as leis de proteção animal do país, conforme noticiado pela BBC.

O movimento é uma emenda de marco na Lei de Proteção Animal de Taiwan e é o primeiro de seu tipo na Ásia.
Em 2001, Taiwan aprovou uma lei proibindo a venda de carne e peles de animais domésticos, como gatos e cães, para o que foi descrito como “fins econômicos”.

A carne de cachorro era consumida regularmente na ilha, mas hoje os cães são mais considerados como um membro da família.

Em 2016, a presidente taiwanesa Tsai Ing-wen adotou três cães para viver junto com seus dois gatos, Cookie e A-Tsai.

A ação de Tsai, que é a primeira líder feminina de Taiwan, atraiu a atenção e foi chamada de nova “primeira família” do país.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>